Entidades pedem que SED seja comandada por um anapolino


|||Sem imposição de nomes, presidente da Acia, Anastacios Apostolos Dagios, disse que sugestão foi dada ao governador Caiado antes mesmo do resultado das eleições

FERNANDA MORAIS

As eleições para governador de Goiás foram definidas no primeiro turno com a vitória de Ronaldo Caiado (DEM). Agora as discussões em relação à gestão estadual giram em torno da formação da equipe administrativa do democrata. Os empresários da cidade já começaram a se movimentar na tentativa de garantir que o comando da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SED) permaneça com um nome da cidade.

Essa semana, em entrevista ao repórter Lucivan Machado, da Rádio Manchester AM, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia), Anastacios Apostolos Dagios, que também responde pelo Fórum Empresarial do município, afirmou que Anápolis, devido a sua importância econômica, estratégica, geradora de riquezas, tem total condição de brigar pela titularidade da SED.

O assunto, de acordo com o presidente da Acia, já foi discutido com o governador eleito antes mesmo do resultado das eleições. “Foi um dos pleitos que apresentamos a Caiado durante uma reunião privada entre ele, na época, candidato, com integrantes da Acia e do Fórum Empresarial. Colocamos algumas sugestões para a SED, ou no mínimo, a Superintendência Executiva de Indústria e Comércio, poderia ficar com Anápolis”, disse.

Anastacios Apostolos contou que como ainda estava no período de pré-campanha eleitoral, Caiado não negou e nem sinalizou positivamente para proposta. Mas naquele momento, segundo o presidente da Acia, o objetivo da categoria era mostrar o pleito considerado politicamente natural para a cidade. “Estamos satisfeitos que o governador eleito seja anapolino e realmente mostramos que gostaríamos muito que a SED continuasse no comando de um anapolino também”, reforçou.

O empresário disse que os participantes da reunião não se preocuparam em indicar nomes para a função de secretário estadual. Anastacios acredita que seria difícil que o grupo chegasse a um consenso. Outra situação apontada pelo presidente da Acia é que a cidade também precisa ter liberdade tanto para apoiar quanto para criticar a iniciativa pública quando necessário.

“Se o governador nos solicitar uma lista com possíveis indicações para o cargo, tudo bem. Mas a sugestão é que a SED permaneça com um comando local, sem imposição de qualquer nome para que tenhamos liberdade. A imposição de um titular não seria uma conduta republicana”, continuou Anastacios.

Os empresários também falaram sobre as dificuldades que a Acia encontra no diálogo com a direção da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego), órgão subordinado a SED, responsável pela administração dos distritos agroindustriais do Estado. Segundo Anastacios, nos últimos quatro anos a Codego não atendeu a contento os pleitos do empresariado local.

“Embora seja vinculada a SED, a Codego tem gestão autônoma. Na reunião com Caiado, ele nos disse - palavras dele - que se eleito a ideia era fechar a Codego e transferir a administração dos distritos agroindustriais para a SED. É o mais óbvio”, declarou.


Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo