José Nelto diz que Eli Rosa só não é candidato a prefeito “se não quiser”


IIIDeputado federal eleito esteve em Anápolis e prometeu dar apoio para um possível projeto do ex-vereador, em tentar conquistar a Prefeitura de Anápolis no próximo pleito

FERNANDA MORAIS

Em sua passagem por Anápolis durante a manhã da última quinta-feira (24.jan.19) o deputado federal eleito José Nelto (PODE) declarou que o empresário Eli Rosa só não é candidato a prefeito da cidade na eleição de 2020 “se não quiser”.

José Nelto reforçou que o Podemos trabalha para lançar candidatos a vereador e prefeito em todos os municípios goianos e Anápolis, “no depender do seu apoio”, terá Eli Rosa à frente da disputa pelo Executivo municipal.

“Eli Rosa é sério e preparado, da base do governador Ronaldo Caiado para ser pré-candidato a prefeito de Anápolis”, frisou.

A declaração de José Nelto vai na contramão dos passos que Valeriano Abreu, filiado ao Podemos, seguiu nos últimos dias na cidade. Ao ser empossado secretário municipal de Defesa do Consumidor, o político que disputou a Prefeitura de Anápolis em 2016, deu sinais que não pretende entrar novamente no pleito e que o seu partido ficaria na base de apoio à reeleição de Roberto Naves (PTB).

“Esse pode ser o pensamento de Valeriano. Ele fala o que quer, é seu direito, mas estou aqui para anunciar a toda população que há dois anos trabalhei a candidatura de Eli Rosa à Prefeitura de Anápolis, o que não se concretizou porque Daniel Vilela traiu a cidade”, alegou.

José Nelto se referiu ao pleito de 2016, quando ainda estavam no MDB de Daniel Vilela. A ideia era que o MDB lançasse candidato próprio ao Executivo local, o que não aconteceu. Naquela eleição Eli Rosa disputou a preferência do eleitorado anapolino como vice-prefeito ao lado de João Gomes, à época do PT. A chapa saiu derrotada pelo grupo de Roberto Naves.

Ainda tecendo críticas a Daniel Vilela, o deputado federal declarou que o Podemos está de portas abertas para receber as dissidências do MDB, desde que sejam pessoas interessadas em fazer política séria por Goiás.

“Existia esperanças que Adib Elias assumisse o comando do MDB em Goiás, o que não aconteceu. Com Daniel Vilela a frente do partido começaram as dissidências e o Podemos está de portas abertas para receber pessoas do bem, dissidentes do MDB e de outros partidos também, desde que sejam fichas limpas”, concluiu.

#política #eleições2020 #josénelto #goiás #anápolis #elirosa