Grupo Caoa anuncia investimentos de US$ 2 bilhões na fábrica de Anápolis


||| O Grupo Caoa é distribuidor das marcas Ford, Subaru, Hyundai e Chery no Brasil e possui uma fábrica própria no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), onde são montados modelos da Hyundai e da Chery

DA REDAÇÃO

Depois de reafirmar parceria com o Governo de Goiás, o diretor do Grupo Caoa, Mauro Luís Correia, disse que está otimista com a reação do mercado e por isso prevê investimentos de mais de US$ 2 bilhões num prazo médio de cinco anos para fábrica em Anápolis. Segundo ele, essa “boa perspectiva” já gerou pelo menos 200 empregos diretos na cidade.

“Esse valor inclui tudo que vamos fazer em Anápolis, mas não está calculado o investimento que pretendemos fazer em novas lojas, novos produtos e outras ações que são necessárias para lançar uma nova marca”, explicou Mauro Luís.

O Grupo Caoa é distribuidor das marcas Ford, Subaru, Hyundai e Chery no Brasil e possui uma fábrica própria no Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), onde são montados modelos da Hyundai e da Chery.

O desempenho industrial de janeiro desse ano do Grupo Caoa tem ganhado destaque, segundo o diretor executivo. “Já lançamos um novo produto, que é o Tiggo 5X, e já temos a marca de mil unidades vendidas. Estamos fazendo o início de produção para lançamento do Tiggo 7”, comemorou.

Mauro Luís ainda analisou o cenário desse começo de ano do grupo como sendo bem produtivo. “Nesse começo de ano estamos com saldo positivo, com certeza, e estamos procurando, com essa nova marca, crescer nosso volume de produção em Anápolis”.

A parceria da empresa com o governo estadual foi reafirmada durante uma reunião com o futuro secretário de Indústria, Comércio e Serviços de Goiás, Wilder Morais, realizada nesta quarta-feira (30.jan.19). Wilder prometeu que pretende lidar diretamente com o empresariado enquanto a reforma administrativa que cria a Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços não é sancionada.

Essa reunião de Wilder com diretor do Grupo Caoa faz parte de uma série de encontros com os representantes dos setores produtivos do Estado, a fim de se inteirar sobre a situação econômica das empresas que estão em Goiás enquanto a reforma administrativa, que cria a Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços, não é sancionada. “Eu vou lidar diretamente com o empresário. O contato direto deles vai ser comigo”, afirmou o senador.

#anápolis #daia #indústria #empregos #caoa #hyundai #chery #governodegoiás