“Tem hora que a gente é meigo demais”, diz lateral da Rubra após outro empate


||| Anapolina volta a jogar mal e empata com o Novo Horizonte no Estádio Jonas Duarte. Time soma três pontos e segue na vice-lanterna do Campeonato Goiano 2019. Lateral Bruno Oliveira faz desabafo em entrevista à rádio

MARCOS VIEIRA

Fraca tecnicamente, a equipe da Anapolina não saiu do 0 a 0 contra o Novo Horizonte, na tarde deste domingo (3.fev), no Estádio Jonas Duarte. Mesmo com o forte calor e a sequência de resultados ruins, quase 4 mil torcedores foram ao JD, mas acabaram vendo o terceiro empate da Rubra.

Computada as duas derrotas, são apenas três pontos em cinco rodadas e, com isso, o time se encontra na incômoda vice-lanterna do Campeonato Goiano. A Anapolina volta a entrar em campo no próximo domingo (10.fev), às 17h, contra o Goiânia, no Estádio Serra Dourada.

No final da partida, diante de protestos do torcedor, o lateral esquerdo Bruno Oliveira desabafou. “Tem hora que a gente é meigo demais. Tem que melhorar essa porra”, disse o atleta à Rádio Manchester AM.

Na entrevista coletiva, o técnico Toninho Cecílio, paulista do interior, que ainda fala “o Anapolina”, comentou que ao menos até os 30 minutos do primeiro tempo viu um time com atitude, “um time querendo”.

Contratado na semana passada, com a demissão de Pachequinho, Toninho confirmou que precisa conhecer melhor a equipe e lamentou a falta de condições de jogo de Léo Lima, segundo ele importante para dar qualidade ao setor de criação da equipe.

Ex-jogador do Vasco, Flamengo, Palmeiras e São Paulo, Léo Lima é o maior salário da Anapolina e seria o grande líder de uma equipe formada por jogadores mais jovens, mas até agora o meia-atacante não emplacou.

“Eu sei que a torcida veio na expectativa de uma vitória. O ambiente estava muito bom. Não veio o resultado, mas em termos de entrega, eu não fiquei insatisfeito não”, revelou o técnico.

A Anapolina teve muitos passes errados e demonstrou nervosismo no primeiro tempo, com um meio campo pouco criativo. Aos 25 minutos, Flávio Carioca carregou bem a bola na entrada da área, mas insistiu na jogada individual, tomando falta do jogador Vitor, do Novo Horizonte. Se Carioca optasse pelo passe, teria deixado Dieguinho cara a cara com o goleiro Weverton.

Já na segunda etapa, Luccas Brasil, que entrou no lugar de Dieguinho, avançou pela esquerda e chutou forte – a bola explodiu na trave e foi para fora. Essa acabou sendo a jogada de maior perigo da Anapolina em todo o jogo. Toninho Cecílio também tirou Souza e colocou em campo Marcos Vinicius.

Um detalhe: o presidente do Conselho Deliberativo da Anapolina, o oftalmologista Pedro Canedo, acabou trabalhando como médico do time na partida, acompanhando do banco de reservas todo o drama vivido pela comissão técnica nessa temporada.

O Goiás segue líder da competição com 15 pontos. Atlético Goianiense e Vila Nova seguem na sequência, ambos com 10 pontos cada. O Crac também está na zona de classificação, com nove pontos. O Itumbiara é o lanterna, com dois pontos.

#anapolina #estádiojonasduarte #novohorizonte

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo