Vereador quer liberar uso de bloqueadores de ar na rede de água


||| João da Luz, do PHS, apresentou projeto de lei que permite instalação de dispositivo na tubulação, acabando com o falso consumo de água; passagem do ar no hidrômetro faz conta da Saneago subir até 30%

MARCOS VIEIRA

Os hidrômetros são sensíveis à passagem de ar. Isso quer dizer que em muitos casos, o consumidor acaba pagando mais do que a água usada no mês. O vereador João da Luz (PHS) quer mudar isso em Anápolis, através de um projeto de lei que autoriza a instalação de um bloqueador de ar na tubulação.

A propositura foi protocolada na Câmara Municipal na segunda-feira (4.fev). Ela segue para análise das comissões permanentes e depois será votada em plenário. Caso aprovada, segue para sanção do prefeito.

O projeto diz que a concessionária responsável pelo abastecimento e distribuição de água no município, no caso a Saneago, fica impedida de retirar ou obstruir a instalação do bloqueador.

A matéria diz ainda que o aparelho deverá ser comprado e instalado pelo próprio usuário, “sendo proibida a cobrança do produto e serviço pela concessionária, como também pelo Município, por meio da taxa de água e esgoto”.

Em sua justificativa, o vereador diz que a passagem de ar no hidrômetro faz a conta de água aumentar entre 20% e 30%.

“Os consumidores de água são vítimas da cobrança indevida em suas contas mensais. Isso porque o hidrômetro registra a passagem de água e ar indistintamente. No caso, paga não só pela água consumida, mas igualmente pelo ar que não é eliminado”, afirma João da Luz.

O vereador fala ainda que a instalação desse tipo de bloqueador, que é um aparelho barato, já acontece em todo o Brasil. Segundo ele, essa medida é um clamor antigo da sociedade.

#vereadorjoãodaluz #anápolis #câmaramunicipal #saneago #bloqueadordear #consumo #projetodelei