Delegado vai pedir prisão preventiva de motorista envolvido no acidente que matou homem na porta de


III Manoel Vanderic tem o entendimento de que houve homicídio doloso, lesão corporal dolosa e embriaguez, portanto não deveria ter sido arbitrada fiança que culminou na liberação de Fernando de Medeiros Cordeiro

FERNANDA MORAIS

O delegado Manoel Vanderic Filho, titular da Delegacia Especializada em Investigação de Crimes de Trânsito, disse nessa segunda-feira (25.fev) que vai pedir a prisão preventiva de Fernando de Medeiros Cordeiro, motorista envolvido no acidente que matou Marlon Regis Santana de Souza na porta da farmácia Leomed, na Avenida Brasil Norte, ocorrido na noite de domingo (24.fev).

De acordo com Vanderic, Fernando Medeiros foi preso em flagrante pela Polícia Militar e levado ao 1º Distrito Policial. No local, o delegado plantonista, Cleiton Lobo, o autuou o somente pelo crime de embriaguez, arbitrando fiança de R$ 2 mil – que foi paga – permitindo que ele fosse liberado em seguida.

“Mas o meu entendimento é diferente. Eu vou pedir a prisão preventiva do condutor. Temos esse conflito de posicionamento, mas aqui na Delegacia de Trânsito, diante do que eu analisei das imagens e testemunhas, houve na verdade um homicídio doloso, uma lesão corporal dolosa e embriaguez. São três crimes e por eles, eu vou pedir a prisão preventiva”, afirmou Manoel Vanderic.

Acidente Circula pelas redes sociais o vídeo do grave acidente na porta da farmácia localizada na Avenida Brasil Norte. As imagens mostram Marlon Regis Santana de Souza na calçada, próximo a um carro parado no estacionamento do comércio. A tragédia aconteceu na noite do último domingo (24.fev).

Na sequência do vídeo, e tudo acontece muito rápido, aparece a caminhonete conduzida por Fernando de Medeiros invadindo a calçada, acertando um carro que estava parado no estacionamento. Esse carro acerta e arremessa Marlon Regis na parede da drogaria, que morreu no local. Ele era funcionário da farmácia, mas no momento da tragédia não estava em seu horário de trabalho.

O motorista da caminhonete foi preso em flagrante pela Polícia Militar e encaminhado ao 1º Distrito Policial onde pagou fiança de R$ 2 mil e foi liberado em seguida. Ele alegou que foi fechado por outro veículo que seguia na via, por isso acabou acertando o carro parado na calçada.

A Leomed da Avenida Brasil divulgou uma nota comunicando que ficará fechada por luto até terça-feira (26.fev). As outras duas unidades da empresa, localizadas na Santa Maria de Nazareth e Vila Jaiara, fecharam as portas às 14h desta segunda-feira (25.fev) e retornarão as atividades também na terça-feira.

#acidente #carro #trânsito #delegadomanoelvanderic #farmácialeomed #morte