Corpos de bebês são trocados na liberação para o enterro em Anápolis


||| A troca foi percebida na hora de liberar o segundo corpo e foi necessário exumar o primeiro, que já havia sido enterrado. O SVO, responsável pelo ato, é de responsabilidade do poder público municipal e funciona no Instituto Médico Legal

DA REDAÇÃO

Na terça-feira (26.fev) o corpo de dois bebês foram trocados pelo Serviço de Verificação de Óbitos (SVO) de Anápolis na liberação para as famílias. Pedro Arcanjo, do SVO, disse à TV Anhanguera que a troca foi percebida na hora de liberar o segundo corpo e foi necessário exumar o primeiro, que já havia sido enterrado. O SVO é de responsabilidade da prefeitura e funciona no Instituto Médico Legal.

Pedro Arcanjo explicou que os natimortos são identificados nos documentos pelo nome da mãe, porque não têm certidão de nascimento. Segundo ele, na hora que a primeira funerária foi buscar o corpo do primeiro bebê, foi entregue o neném de outra família.

“Quando chegou a outra funerária para pegar o corpo do segundo bebê falaram o nome da mãe e verificamos que o bebê dela já tinha ido para a outra família. Aí eu fui ao cemitério, conversamos sobre a situação, chamamos a família e desfizemos a troca”, explicou.

Pedro Arcanjo disse que é muito raro acontecer de mais de um natimorto ser registrado no mesmo dia e ainda do mesmo sexo, como foi o caso. Ainda segundo ele, a primeira liberação ocorreu no intervalo de almoço da pessoa responsável e ainda não foi possível constatar o que exatamente aconteceu na hora da primeira liberação para levar ao erro.

Para evitar novas falhas, o coordenador garantiu que vai aumentar o nível de controle na liberação dos corpos, sem burocratizar ainda mais o processo. “Infelizmente é uma falha humana, o pior é que é o momento mais triste de uma família, mas esse é nosso cotidiano”, disse.

#iml #svo #trocadebebês #anápolis #natimortos

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo