Daia sofre com via principal esburacada, falta de sinalização e iluminação deficiente


||| Distrito Agroindustrial de Anápolis, um dos principais de Goiás, tem aspecto de abandono devido a diversas deficiências em sua infraestrutura. Manutenção do local é de responsabilidade do governo estadual

DA REDAÇÃO

A principal via do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia), a GO-330, tem hoje vários buracos. Sem manutenção do governo estadual, responsável pela rodovia, a tendência é que o asfalto se deteriore ainda mais com as chuvas que caem na região nessa época do ano.

Proprietários e funcionários das indústrias sofrem para sair e entrar no distrito. Caminhões e carretas são obrigados a fazer diversas manobras para desviar dos buracos.

A GO-330 nesse trecho também tem uma sinalização deficiente. A pintura na via inexiste e as placas são raras, o que pouco ajuda na segurança dos motoristas. A única coisa que funciona na via são as barreiras eletrônicas para flagrantes de excesso de velocidade.

Também falta iluminação. Quem trabalha de noite no Daia fica ainda mais vulnerável esperando o ônibus no escuro.

Esse conjunto de problemas dá um aspecto de abandono a um dos maiores distritos agroindustriais de Goiás e uma péssima impressão ao visitante interessado em investir em Anápolis.

A GO-330 é fundamental não só para o Daia. A via leva a bairros anapolinos populosos da região sul e a cidades como Leopoldo de Bulhões, Silvânia e Vianópolis.

#daia #anápolis #buracos #governodegoiás #deficiência #abandono #GO330