Fim das comissões provisórias afeta maioria dos partidos em Anápolis


||| Resolução do TSE determina que diretórios sejam criados até 30 de junho deste ano. Apenas sete partidos na cidade possuem órgão definitivo – restante se equilibra em direções nomeadas pelos caciques da cúpula estadual

MARCOS VIEIRA

Uma resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determina que as comissões provisórias dos partidos políticos deixem de existir até 30 de junho deste ano. Isso implica que as siglas serão obrigadas a constituir diretórios. Em Anápolis, muitos políticos vão ter que correr atrás para que continuarem em situação regular.

Dos 35 partidos constituídos no Brasil, 33 existem em Anápolis. Destes, apenas sete possuem diretório: PCdoB, PPS, PSB, PSDB, PT, PTB e PV. O resto sobrevive de comissões provisórias que são nomeadas ou destituídas de acordo com a vontade da cúpula estadual ou nacional.

Essa fragilidade que é combatida pela resolução do TSE. Geralmente o cacique do partido nomeia um nome alinhado no município e se algo lhe desagrada, a primeira coisa é trocar os titulares de todos os cargos.

Essa dependência da comissão provisória é sentida mais ainda nas eleições municipais. Em nome de acordos feitos em Goiânia, por exemplo, algumas siglas impõem condições em Anápolis que fogem completamente da realidade local. E se há discordância, a destituição dos rebeldes é imediata.

O diretório é eleito pelos filiados e possui um mandato a cumprir. Isso representa mais estabilidade. O grupo vencedor só sai do comando se descumprir o estatuto do partido e mesmo assim depois de um processo de apuração dos fatos.

Dos 26 partidos que possuem comissão provisória em Anápolis, 17 estão vencidas, de acordo com anotação no site do TSE. O PSOL está inativo desde 3 de novembro de 2013. Já a direção do PSTU venceu em 3 de outubro de 2009.

A comissão do PMN venceu em 24 de julho de 2018, se tornou inativa, mas foi restabelecida por decisão da direção da sigla. O SD não possui uma data vigente nos registros do TSE. O mesmo acontece com o PDT.

O PSL do presidente Jair Bolsonaro também sobrevive na cidade através de uma comissão provisória, com vencimento em 16 de agosto de 2019. O PRB é o partido cuja comissão possui a data de validade mais longeva: 23 de janeiro de 2020.

Em pouco tempo todos eles terão que ter órgãos definitivos e, portanto, mais sólidos.

Partidos que possuem diretório PCdoB | PPS | PSB | PSDB | PT | PTB | PV

Comissões provisórias vencidas Avante (31.12.2016) DC (31.12.2016) PATRI (7.11.2018) PCB (14.06.2012) PHS (31.12.2018) PMB (30.05.2017) PODE (21.03.2016) PP (22.11.2018) PPL (15.11.2016) PR (20.11.2017) PROS (11.02.2019) PRP (17.07.2018) PRTB (31.12.2018) PSC (18.07.2018) PSD (31.12.2018) PSOL (3.11.2013) PSTU (3.10.2009) REDE (31.12.2018)

Comissões provisórias vigentes DEM (28.03.2019) MDB (11.05.2019) PRB (23.01.2020) PSL (16.08.2019) PTC (28.03.2019)

Comissões provisórias – outras situações PDT (sem data) PMN (vencimento em 24.7.2018, mas restabelecido por decisão do partido) SD (sem data)

#partidospolíticos #resoluçãotse #comissõesprovisórias #diretórios #anápolis

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo