No 1º dia do 'Maio Amarelo', motoristas desrespeitam o básico, o limite de velocidade


||| No trecho Anápolis-Brasília da BR-060, a Polícia Rodoviária Federal flagrou um carro de luxo a 208 km/h; campanha Maio Amarelo convida motoristas a ouvirem conselhos sobre o que é certo e errado dado por crianças

MARCOS VIEIRA

No primeiro dia do mês, início da campanha Maio Amarelo, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) montou uma operação na BR-060, entre Anápolis e Brasília, constatando mais uma vez o que tem sido rotina quando a corporação faz fiscalizações do tipo: muita gente desrespeita os limites de velocidade da pista.

Somente durante a manhã de quarta-feira (1º.mai) foram cerca de 300 veículos flagrados em excesso de velocidade nas rodovias federais goianas.

No trecho Anápolis-Brasília, um carro de luxo estava a 208 km/h. É a maior velocidade registrada pelos radares da PRF neste ano para veículos de quatro rodas.

Segundo a PRF, como a velocidade atingida pelo carro foi superior a 50% daquele permitido para o trecho, de 110 km/h, o seu dono deverá pagar multa de R$ 880. Trata-se de infração gravíssima, passível de suspensão da CNH por um tempo determinado pela autoridade de trânsito.

Campanha A sexta edição do Maio Amarelo traz o tema “No Trânsito, o Sentido é a Vida”, que foi aprovado Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e recomendado na Resolução nº 771, de 28 de fevereiro de 2019.

Em cartazes e vídeos, o mote é que os adultos ouçam conselhos dados por crianças, “que com sua ingenuidade e inexperiência perante a vida, tem uma percepção e absorção do que é certo e errado com mais eficácia, sem filtros”.

A campanha teve sua inspiração nos cinco sentidos humanos, numa alusão à sinalização de trânsito. Ou seja, o trânsito é feito de sentidos. Para utilizá-lo, é preciso entender todos eles.

Uma seta no carro da frente indica para onde ele vai virar. Um pedestre com a mão estirada na faixa de pedestre transmite o sentido de que ele quer efetuar a travessia.

Mas segundo a campanha, de sentido em sentido, fomos ficando egoístas e causando acidentes. Acabamos esquecendo um sentido muito importante: a audição.

“Precisamos voltar ao começo e ouvir os conselhos de quem não sabe mentir, e conhece muito bem o que certo e o que não é: as crianças. Mas qual é o sentido de ouvir o conselho de uma criança? A resposta é pura e simples: O sentido é a vida”, justifica a campanha.

#maioamarelo #prf #goiás #anápolis

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo