11 mil títulos de eleitores de Anápolis podem ser cancelados


||| Prazo para regularização termina na segunda-feira (6.mai). Precisa procurar a Justiça Eleitoral quem não votou ou justificou a ausência nas urnas por três eleições consecutivas

FERNANDA MORAIS

Atenção eleitores de Anápolis: termina na próxima segunda-feira (6.mai) o prazo para regularização da situação com a Justiça Eleitoral nos casos daqueles que não votaram e nem justificaram a ausência nas urnas por três eleições consecutivas.

A chefe do Cartório da 3ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em Anápolis, Alessiane Guimarães, disse em entrevista ao repórter Lucivan Machado, da Rádio Manchester AM, que 11 mil títulos de eleitores da cidade podem ser cancelados.

“Nesses últimos dias o TRE ficou mais movimentado. É importante regularizar a situação com a Justiça Eleitoral para evitar contratempos em relação a outros documentos”, explicou Alessiane.

Em caso de cancelamento os nomes dos eleitores e os números dos respectivos documentos inutilizados serão disponibilizados pela Justiça Eleitoral a partir do dia 24 de maio. Essas pessoas ficam impedidas de fazer ou renovar passaporte, ou tirar a Carteira de Identidade, por exemplo.

Quem não estiver em dia com a Justiça Eleitoral também pode ter outras dores de cabeça, pois fica vetado de participar de concorrência pública ou administrativa da União, dos Estados e dos Municípios, de obter empréstimos nas caixas econômicas federais e estaduais, nos institutos e caixas de previdência social, inscrever-se em concurso para cargo em função pública e participar de qualquer ato que se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda.

Alessiane explicou que cada turno de um pleito corresponde a uma eleição, e que as eleições suplementares também contam para efeito de cancelamento. A multa por turno sem comparecer ou justificar ausência nas urnas é de R$ 3,50.

Caso o eleitor tenha dúvida sobre a regularidade de seu documento, poderá consultar sua condição, de forma simples e gratuita, na página principal do Portal do TSE. O internauta deve acessar a área de Serviços ao Eleitor, clicar no link Situação Eleitoral. Após preencher o nome completo e a data de nascimento, o serviço indicará se o título está regular ou irregular.

Para economizar tempo, a Justiça Eleitoral permite que o início do processo de regularização ocorra pela internet. Para tanto, basta seguir o seguinte caminho na página do TSE: Eleitor > Serviços ao eleitor > Título de eleitor > Quitação de multas.

Após o preenchimento dos dados pessoais, a página possibilitará a emissão de Guia de Recolhimento da União (GRU) para a quitação da multa. Depois de emitir a GRU e realizar o pagamento da pendência, o eleitor precisará se dirigir apenas uma vez ao cartório eleitoral para regularizar a situação.

#anápolis #tre #justiçaeleitoral #títulodeeleitor #regularização