Prefeito diz que é hora de colher o que foi plantado nos primeiros anos de gestão


||| Roberto Naves falou em sessão especial na Câmara Municipal sobre mudanças propostas a partir do final do ano passado e que mesmo diante das dificuldades na setor, projetos acabaram virando exemplo nacional

MARCOS VIEIRA

Trecho do discurso do prefeito Roberto Naves (PTB), na sessão especial de prestação de contas, realizada na Câmara Municipal na última semana, acabou repercutindo nas redes sociais. São seis minutos em que ele faz um balanço das mudanças na saúde, iniciadas em outubro de 2018, com declarações contundentes de erros cometidos na gestão passada.

“Vou começar aqui falando provavelmente do tema mais espinhoso para todas as administrações, não só de Anápolis, mas do país”, iniciou o prefeito, para dizer em seguida que apesar dos problemas, a sua gestão ainda consegue ser exemplo.

Roberto Naves se refere à ampliação de horário de atendimento nas unidades básicas de saúde. Em Anápolis, aquelas que estão em regiões mais populosas estão atendendo até às 22h, sem fechamento no horário de almoço. A mesma medida foi anunciada pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta.

O prefeito disse que no passado a unidade abriu às 7h e fechava às 11h para almoço, retornando às 13h e prosseguindo o atendimento até às 17h. “Será que nunca ninguém parou para pensar que o pai de família está trabalhando nesse horário? Ou seja, ele não pode ir ao médico”, disse.

Roberto também disse que foi muito questionado a respeito da construção da UPA Norte, onde antes funcionava o Cais Progresso. Segundo ele, o local já deveria ter sido interditado há pelo menos dois anos pela Vigilância Sanitária. “Tinha mofo nas paredes, não tinha condições de receber os médicos e os pacientes”.

Ele também falou da iniciativa de se criar uma UPA com perfil pediátrico. “Enquanto em Goiânia há um trabalho para que seja fechado o Materno Infantil, Anápolis está a pouco mais de 40 dias de inaugurar a primeira UPA com perfil pediátrico do Centro-Oeste”.

O prefeito criticou o fato de que no passado o Cais Mulher recebia crianças, recém-nascidos e mulheres, com variados tipos de doenças, todos misturados. Mais adiante, ele faz uma pergunta e responde. “Cadê aqueles que bradavam aos quatro cantos que o Cais Mulher tinha fechado? Nunca fechou, foi mudado de lugar”.

Roberto também falou sobre o fato da sua gestão ter reativado o convênio com a Santa Casa de Misericórdia, de repasse mensal de R$ 100 mil à instituição. Em três anos, ressaltou o prefeito, seriam R$ 3,6 milhões que evitariam a crise financeira vivida hoje. “As coisas começaram a mudar porque agora a gente pensa de verdade nas pessoas, e não só no discurso”.

Roberto disse ainda que se a Avenida Goiás hoje está interditada, é porque “construíram um pilar do viaduto em cima da rede de esgoto”. “Seria fácil hein, fazer o que era feito no passado. Virar as costas, não vai cair por agora mesmo”.

O prefeito afirmou que tem resolvido questões como essa de forma técnica, e citou também a ampliação do Estádio Jonas Duarte, cujo projeto da nova arquibancada não contemplava os degraus. “Foi licitada uma arquibancada lisa, sem degrau para subir, sem assento. É a mesma empresa que fez o projeto da Câmara”.

Roberto disse ainda que nunca se fez tantas galerias pluviais na cidade, pois ao contrário da “velha política”, ele não tem o pensamento de que construir as redes para escoamento da água da chuva seja “enterrar dinheiro”.

O prefeito ainda comparou a situação de crise vivida hoje pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) com os seus primeiros anos de mandato. “Independentemente de partido político, estamos lá de pé e a ordem porque sabemos o que é passar por dificuldades, porque passamos nos dois primeiros anos. E um detalhe: passamos calados, passamos trabalhando para que hoje o maior desafio seja entregar aquilo que plantamos”, concluiu.

Prefeito Roberto Naves em entrevista na Câmara Municipal: desabafo em relação a erros da gestão passada

#prefeitorobertonaves #anápolis #saúde

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo