Hospital de Queimaduras continua funcionando, mas sem convênio com a Unimed


||| A notícia inicial era que o hospital particular fecharia as portas a partir deste mês, mas a diretoria comunicou que a única mudança que ocorrerá consiste no descredenciamento da Unimed

FERNANDA MORAIS

A notícia que o Hospital de Queimaduras de Anápolis encerraria os atendimentos e fecharia as portas a partir do mês de junho preocupou a população, principalmente os pacientes que estão em tratamento na unidade.

Essa semana, o médico e diretor técnico do Hospital de Queimaduras, Leonardo Rodrigues da Cunha, esclareceu que a unidade continua funcionando, mas passou por uma reformulação, descredenciando a Unimed.

“Vamos continuar recebendo pacientes particulares e dos outros planos que mantém convênio com a instituição. Estamos encerrando o contrato com a Unimed”, explicou Leonardo Cunha.

O médico informou que a decisão foi tomada depois de esgotadas as tentativas de negociação entre o hospital e a Unimed. “Nossos termos oferecidos e as condições disponibilizadas pela Unimed não foram suficientes para manter o credenciamento e o hospital não tem condições de continuar recebendo os pacientes pelo plano”, frisou.

Localizado na Avenida Divino Pai Eterno, na Vila Góis, a unidade hospitalar que funciona desde 1975 é referência nacional no tratamento de queimados e recebe pacientes 24 horas por dia. Em fevereiro de 2011 o local suspendeu os atendimentos pelo SUS com a justificativa que o valor pago pela tabela do governo federal não era suficiente para suprir a despesa do tratamento de queimados.

6 de junho A explicação de Leonardo Cunha sobre a continuidade do atendimento no Hospital de Queimaduras foi feita durante um café da manhã que aconteceu na instituição, na quinta-feira (6.jun), data que se comemora o Dia Nacional de Prevenção e Combate a Queimaduras.

Na ocasião, a equipe médica e profissionais da unidade realizaram a divulgação de ações preventivas para evitar os acidentes, principalmente os domésticos, com queimaduras.

Leonardo Rodrigues da Cunha pontuou que anualmente estima-se que o Brasil registre 1 milhão de acidentes com queimados. Em Anápolis também há um número alto de ocorrências.

“Prevenção é o melhor tratamento. Estamos na época das festas juninas e recebemos pacientes que sofrem acidentes com fogos de artifício que resultam não só em queimaduras, mas até em amputação”, alertou o médico. (Colaborou Marcelo Santos)

Hospital de Queimaduras de Anápolis fica na Vila Góis

#anápolis #hospitaldequeimaduras #unimed

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo