Centro de Zoonoses de Anápolis é reformado e ganha perfil de bem-estar animal


||| Espaço ganhou centro cirúrgico para pequenos procedimentos e também para castrações, algo considerado essencial segundo aqueles que atuam na proteção dos animais, pois garante controle de natalidade e diminui abandono de cães e gatos

MARCOS VIEIRA

O Centro de Zoonoses de Anápolis foi reformulado e agora também é um espaço de bem-estar animal, com centro cirúrgico para procedimentos em cães e gatos e local adequado para castrações, algo considerado essencial segundo aqueles que atuam na área, pois o controle de natalidade reduz o abandono e, consequente, os maus tratos aos bichos.

O complexo que fica no Bairro Santo André foi entregue pelo prefeito Roberto Naves (PTB) no início da noite desta quinta-feira (13.jun).

“Não é só uma reforma, mas toda uma readequação e a construção de um centro cirúrgico ultramoderno, que além de poder dar uma maior qualidade no atendimento dos animais, também vai poder fazer a castração”, disse o prefeito em entrevista.

O novo Centro de Zoonoses teve investimentos de R$ 214 mil, recursos do poder público municipal. Foram comprados equipamentos como refrigerador para vacinas, monitor cardíaco, aparelho de anestesia inalatória e mesa de aço inoxidável.

As castrações serão feitas primeiro em animais que chegam ao local depois de serem resgatados nas ruas. Depois haverá triagem daqueles que tenham donos, sobretudo de famílias de baixa renda. A proposta também é dar orientações para donos de cães e gatos – o local passa a ter uma sala para palestras.

Roberto Naves informou que há um processo aberto para a compra de um castramóvel, um ônibus equipado com centro cirúrgico que irá percorrer a cidade executando o procedimento nos animais. “Em outro momento, tem o projeto de contratação de 1000 castrações que também está ocorrendo com o credenciamento de clínicas da cidade”, explicou o prefeito.

Roberto destacou o papel da vereadora Thaís Souza (PSL) na reformulação do Centro de Zoonoses. Militante da causa animal há vários anos, ela relatou em discurso que considerava o espaço antes como um “campo de concentração” para cães e gatos. “Eu chegava aqui e via a falta de dignidade”, frisou.

Segundo Thaís, antes de ser vereadora, apenas no comando da Aspaan (Associação Protetora e Amiga dos Animais), ela foi chamada por diversas vezes ao Centro de Zoonoses por funcionários que não concordavam com o sacrifício dos bichos.

A vereadora disse que hoje a missão da diretora Vera Lúcia é tentar salvar o animal, mesmo quando são apresentados “laudos esdrúxulos” de veterinários determinando o sacrifício.

O Centro de Zoonoses e Bem-Estar Animal foi batizado de Dr. João Paulo Alarcão, graças a uma lei aprovada essa semana na Câmara Municipal, de autoria da vereadora Thaís. O veterinário era parceiro das ONGs que defendem os animais e foi vítima de homicídio em 2017.

A solenidade teve a presença do presidente da Câmara Municipal de Anápolis, Leandro Ribeiro (PTB), e dos vereadores Pastor Elias Ferreira (PSDB), Lélio Alvarenga (PSC), Domingos Paula (PV), Deusmar Japão (PSL), Fernando Paiva (PODE) e Wederson Lopes (PSC).

Leandro Ribeiro e Roberto Naves (à esquerda) e Márcio Cândido e Wederson Lopes (Bruno Velasco/Dircom)

#centrodezoonoses #causaanimal #aspaan #anápolis #prefeitura #robertonaves