Ipasgo aumenta 21,56% para agregados e sindicatos prometem ir ao MP


||| O Ipasgo tem hoje 625 mil usuários. A parcela dos agregados representa o percentual de 42,86% dos credenciados. Assim a correção da tabela vai impactar pelo menos 274.500 pessoas.

FERNANDA MORAIS

Na última terça-feira (11.jun), o Conselho Deliberativo do Instituto de Assistência dos Servidores do Estado de Goiás (CDI-Ipasgo) aprovou reajuste na tabela do plano de saúde em 21,56% para os dependentes diretos (filhos e netos) e agregados (pais e cônjuges) dos titulares do serviço.

Além dos dependentes, ex-servidores e funcionários públicos estaduais que pagam o piso ou teto também terão a correção da tabela de 21,56% para os planos básico e especial a partir de julho desse ano.

O Ipasgo tem hoje 625 mil usuários. A parcela dos agregados representa o percentual de 42,86% dos credenciados. Assim a correção da tabela vai impactar pelo menos 274.500 pessoas.

O presidente do Ipasgo, Silvio Fernandes, disse que o reajuste será feito em conformidade com a lei 17.477, de novembro de 2011. A conta para se chegar ao valor de 21,56% foi feito, de acordo com o presidente, considerando que desde 2016 o reajuste anual ficou abaixo dos cálculos atuariais realizados.

Vale ressaltar que o reajuste não vale para todos os servidores. O aumento para os titulares do plano acontece de acordo com a revisão salarial dos funcionários públicos. Claro que a decisão do Conselho Deliberativo do Ipasgo não agradou aos beneficiários.

Representantes dos sindicatos que defendem a categoria são contrários ao valor definido pelo CDI. A ideia dos presidentes sindicais é levar a insatisfação ao Ministério Público com documentos para atestar que a correção vai na contramão dos reajustes salariais.

Cálculo O Ipasgo administra dois planos de saúde, sendo denominados de Básico e Especial. Os planos de custeio de cada plano de saúde foram definidos de forma que existem dois tipos de cobrança, o percentual de salário, praticado para os servidores públicos e seus dependentes diretos e a tabela por faixa etária usada para os dependentes agregados.

Para o ano de 2019, a correção da tabela do Ipasgo será de 21,56% para os planos básico e especial. O índice vai ser aplicado para o piso e o teto e também para os agregados e ex-servidores. A aplicação do reajuste acontecerá 30 dias após a promulgação da decisão majoritária do CDI.

Novos valores:

#ipasgo #goiás #reajuste

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo