Victor Junqueira não burlou medida protetiva, diz defesa


III O advogado Regis Davidson diz que o piloto estava em uma festa que, de acordo com o Google Maps, fica a 290 metros da casa dos pais da vítima, que é possível materializar essa prova e que ela será apresentada à Justiça na próxima semana

FERNANDA MORAIS

O advogado Regis Davidson, que defende o piloto Victor do Amaral Junqueira, disse que no dia 4 de maio o seu cliente estava em uma festa próximo à casa de sua ex-namorada, a advogada Luciana Sinzimbra, por isso o botão antipânico que a mantém informada sobre a aproximação de Victor apitou repetida vezes na madrugada desse dia. O defensor falou com o repórter Márcio Gomes, da Rádio Manchester AM.

Victor Junqueira foi filmado agredindo Luciana Sinzimbra em dezembro do ano passado. Está preso desde o dia 17 de junho, após se apresentar espontaneamente à Polícia Civil em Anápolis, por ter descumprido medida protetiva em favor da vítima. A sua prisão preventiva foi decretada pelo 4º Juizado de Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher de Goiânia, e teve como responsável a juíza Liliana Bittencourt.

“No dia do fato descrito como descumprimento da medida, o Victor estava em um prédio próximo à casa dos pais de Luciana. Temos a materialização dessa prova e iremos apresentar a Justiça na próxima semana”, disse Regis Davidson.

De acordo com o advogado, o piloto estava em uma festa que, de acordo com o Google Maps, fica a 290 metros da casa dos pais da vítima. A defesa afirma que já teve acesso aos dados do monitoramento feito pela tornozeleira eletrônica que Victor usa, mas que as imagens só podem ser retiradas com autorização judicial.

“Nós já solicitamos essas imagens, o Ministério Público foi favorável e assim que tivermos acesso à documentação vamos acrescentá-la ao processo, apresentar à Justiça e também à imprensa. As informações que ela [Luciana] prestou, de que ele estaria rondando a sua casa, não existem. Ela tem um botão antipânico que desperta e foi acionado. Ela deve ter se assustado com a situação, foi à noite e não estamos fugindo dessa situação”, continuou Regis Davidson.

Em entrevista ao Anápolis 360°, Luciana Sinzimbra disse que na madrugada de 4 de maio, a polícia acionou Victor informando que ele estava em área de exclusão, mas ele ignorou o alerta e continuou rondando a casa da ex-namorada. “Ele ficou de 2h55 até 3h50 da madrugada rodando. Por isso noticiei a Justiça sobre esse descumprimento e agora saiu a decisão da prisão”, disse ela. Leia mais aqui.

O advogado de defesa frisou ainda que no dia da festa, onde Victor é acusado de ter ficado a menos de 300 metros de Luciana, o seu cliente chegou a sair do prédio onde estava, buscou outro amigo e retornou ao local.

“Quando ele teve conhecimento que estava invadindo a área de inclusão ele se retirou. Na sequência ele nos procurou, contou os fatos e estamos aguardando a materialização das provas para apresentá-las a Justiça”, reforçou a defesa do piloto.

Regis Davidson disse ainda que desde o primeiro momento o seu cliente se colocou à disposição da Justiça para esclarecimento dos fatos e se apresentou espontaneamente a Polícia Civil.

“Não estamos aqui para eximir a responsabilidade de Victor. Que fique claro isso. Ele cometeu um ato falho. A sua conduta em dezembro é descrita como crime e ele tem que pagar por isso. Ele, a sua família e toda sociedade tem consciência disso”, falou.

Questionado se a defesa considerou um exagero o pedido de prisão preventiva contra seu cliente, o advogado afirmou que “a Justiça preza pela medida protetiva ao extremo”. “Até que se tenha o contraditório para esclarecer os fatos. A Justiça tomou conhecimento do descumprimento e fez o papel dela. Não vamos questionar isso”, completou.

Victor Junqueira no momento em que se apresentou à Polícia Civil para cumprimento de prisão (Divulgação)

#victorjunqueira #lucianasinzimbra #políciacivil #prisão #anápolis

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo