CMTT diz que fechamento de retornos na Av. Brasil ajudou na queda de acidentes


||| Diretor de Engenharia da CMTT atribui ao fim dos retornos à esquerda o dado positivo, mesmo com os carros tendo aumentando a velocidade média na via, com a retirada das barreiras eletrônicas

MARCOS VIEIRA

O fechamento dos retornos na Avenida Brasil tem ajudado a reduzir o número de acidentes na via, uma das principais de Anápolis, que corta a cidade de norte a sul. A informação foi dada nesta sexta-feira (2.ago) pelo diretor de Engenharia da Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT), Igor Siqueira, em entrevista à Rádio Manchester News.

Segundo o especialista, com a retirada das barreiras eletrônicas na avenida, há seis meses, a velocidade média dos carros subiu, o que normalmente implicaria em mais acidentes. Mas segundo Igor, houve uma redução e ele atribui esse dado positivo ao fechamento dos retornos que ficavam do lado esquerdo da via.

O pacote de obras na área de mobilidade urbana criou um corredor para os ônibus na Avenida Brasil, com pontos de parada no canteiro central e redução de obstáculos que implicariam em perda do fluxo esperado para o transporte coletivo. Com isso, os retornos para a entrada nos bairros passaram ser feito no sistema ‘giro de quadra’.

Os novos pontos de ônibus começaram a ser testados nos últimos dias, apenas no lado norte da Avenida Brasil. O diretor da CMTT disse que o teste passa a valer de fato a partir da próxima semana, com o fim das férias escolares e o retorno da cidade à sua rotina normal, mas já é possível constatar dados favoráveis às mudanças.

Segundo Igor, os ônibus ganharam mais velocidade, o que garante chegada mais rápida ao destino, dando mais qualidade ao dia a dia do usuário. Essa confiabilidade em horários de passagem dos veículos pode fazer com que o transporte coletivo ganhe mais passageiros, o que é bom para a mobilidade urbana.

Algumas falhas simples foram identificadas nesses primeiros testes, como necessidade de rebaixamento de algumas calçadas e acertos em quinas, normais em uma obra de engenharia desse porte. Igor informou ainda que os testes na Avenida Brasil Sul começam no final de semana.

Em relação às críticas feitas por parte da população quanto ao fechamento dos retornos, Igor Siqueira ressaltou que as mudanças obedecem a critérios técnicos, e que é preciso aguardar os 30 dias de análise, normal em qualquer manual. A partir daí, se não atingir o objetivo esperado, a ação pode ser revista.

Sobre as barreiras eletrônicas, a CMTT aguarda o desenrolar de licitação para contratação da empresa que irá reinstalar os equipamentos em toda a cidade.

#anápolis #avenidabrasil #pontosdeônibus #retornos #cmtt #trânsito #urban #ônibus #transportecoletivo