Vereador diz que Urban pede 27% de reajuste na passagem de ônibus


||| Segundo João da Luz, o aumento solicitado pela empresa faria com que a tarifa em Anápolis saltasse para R$ 4,70. A palavra final é do Executivo, mas tentativa da empresa assusta quem usa o transporte coletivo

MARCOS VIEIRA

O vereador João da Luz (PHS), presidente da Comissão de Direitos do Consumidor da Câmara Municipal, disse na sessão desta segunda-feira (5.ago) que a Urban apresentou pedido de reajuste de 27% no valor da passagem de ônibus em Anápolis, o que ele considera “um aumento abusivo”.

De acordo com a informação, a empresa tenta subir o valor da passagem de R$ 3,70 para R$ 4,70. Diversas reuniões serão realizadas ainda sobre o assunto, e a palavra final é do Poder Executivo, mas a vontade manifestada pela Urban não deixa de assustar a população que depende de ônibus.

O vereador comparou o percentual pedido pela Urban com os índices que balizam o aumento do salário do trabalhador. O IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo) acumulado em 2018 foi de 3,75%. Já o INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) ficou em 3,43%.

Em 2018, a Urban queria reajustar a tarifa em 25%, passando de R$ 3,20 para R$ 4, mas o prefeito Roberto Naves (PTB) não concordou com o aumento de R$ 0,80 e autorizou o acréscimo de R$ 0,50, fazendo com que o valor chegasse aos atuais R$ 3,70.

João da Luz comentou que sabe que a Urban passa por dificuldades e que busca junto ao governo estadual o subsídio do ICMS do óleo diesel, mas que esse déficit nas receitas da empresa não pode recair em cima do usuário do transporte coletivo.

Também em discurso na Câmara, o vereador Paulo de Lima (PDT) disse que esse aumento de R$ 1 não será aceito pelo prefeito. “A empresa precisa de aumento, mas abusivo, jamais”. Para o pedetista, esse percentual de 27% é “fake news” e é preciso tomar cuidado para que a população não ache que o Legislativo está concordando com isso.

A comissão que discutirá o novo valor da passagem de ônibus se reuniu no dia 17 de julho. O cálculo que define a tarifa na cidade consta no contrato de concessão que a Urban mantém com a Prefeitura de Anápolis. Leva-se em conta, por exemplo, a quilometragem percorrida pelos ônibus, o número de pagantes e a quantidade de usuários do sistema, que inclui também as gratuidades – hoje representa 30% do total, entre idosos, deficientes e estudantes que pagam meia.

Empresa de ônibus vai tentar aumentar a passagem para R$ 4,70: esse valor já repercutiu na Câmara Municipal

#anápolis #passagemdeônibus #tarifa #reajuste #câmaramunicipal

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo