Anápolis tem redução em dez de 15 indicadores de violência no primeiro semestre


||| Dados foram apresentados na Câmara Municipal e apontam redução de casos de roubo de carga, homicídio e latrocínio. Já estupros e furto em comércio apresentou crescimento nos seis primeiros meses do ano

MARCOS VIEIRA

Dados da Secretaria de Segurança Pública de Goiás mostram queda da violência em Anápolis em dez de 15 indicadores utilizados pelo órgão. Os números são do primeiro semestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado e foram apresentados pelo vereador Pastor Elias Ferreira (PSDB), na sessão desta segunda-feira (12.ago) da Câmara Municipal.

O vereador é presidente da Frente Parlamentar de Segurança Pública e esteve em uma reunião na semana passada, no Rotary Club Anápolis Daia.

Estavam ainda no encontro o delegado regional Pedro Caires, o tenente-coronel Hrillner Braga Ananias (subcomandante do 3º CRPM), o tenente-coronel Ricardo Silveira Duarte (comandante do 3º BBM) e o Sargento Anderson José, representante do Observatório Municipal de Segurança Pública.

Um dado representativo é a queda no número de roubo de carga, de 92,86%. Esse tipo de crime estava se tornando comum na região de Anápolis, devido à grande movimentação de caminhões e presença de armazéns de mercadoria na cidade. Enquanto entre janeiro e junho do ano passado foram 14 ocorrências, no primeiro semestre de 2019 houve apenas um caso.

Já os homicídios permanecem estáveis. São 61 registros neste ano, ante 63 em 2018 – a redução é de 3,17%. O latrocínio, que é o roubo seguido de morte, diminuiu em 50%. O roubo a transeunte caiu 61,66% - de 2037 pra 777.

Já o roubo de veículos encolheu 60,96%, de 315 para 123. Também houve queda nos roubos a residência (-33,33%) e a comércios (-31,25%).

O primeiro semestre apresentou crescimento nos estupros, de sete para 10 casos. O furto em comércio também subiu 46,19%, chegando a 326 casos neste ano. O furto a residência também aumentou, de 479 para 608, o que dá ampliação de 26,93%.

Veja os dados da SSP, no comparativo entre janeiro e junho de 2018 e 2019:

#anápolis #segurançapública #violência