Aprendiz Anápolis abre oportunidade para 250 jovens na administração municipal


||| Projeto vai contemplar jovens entre 14 e 18 anos, através de processo de seleção que dá prioridade para aqueles que precisam estar inseridos em uma rede de proteção identificada pela Secretaria de Desenvolvimento Social

DA REDAÇÃO

Projeto lançado pelo prefeito Roberto Naves (sem partido), o Aprendiz Anápolis, abre 250 vagas para que jovens entre 14 e 18 anos tenham a oportunidade do primeiro emprego.

No evento de anúncio, Naves deu as primeiras orientações para os aprendizes que ingressam no serviço público nesta semana. “A primeira regra é gostar do que faz e tratar as pessoas com carinho”, destacou.

“Sei que para muitos o salário pode fazer diferença, mas o aprendizado que vocês terão vale mais que o dinheiro, então, aproveitem a oportunidade", completou o prefeito.

A proposta da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho, Emprego e Renda é reforçar os vínculos entre a educação e o trabalho. Reduzir a evasão escolar é um incentivo para que outros empregadores possam implantar programas de aprendizagem semelhante.

A titular da pasta, Eerizânia Freitas Lobo, explica que os aprendizes não podem ser vistos como uma “mão de obra barata”, mas como profissionais em formação. Por isto, a nova gestão do programa tem como foco fortalecer a rede de profissionais lotados nas secretarias e órgãos municipais, em que estes jovens terão a oportunidade do primeiro emprego.

Estes servidores irão trabalhar diretamente com a formação dos jovens, no que se refere a desenvolver competências, despertar talentos, trabalharem ética, inteligência emocional e relacionamento interpessoal. Quanto ao processo de seleção, ocorreu em consonância com as determinações do Ministério Público do Trabalho. Foram admitidos jovens egressos de trabalho infantil, de medidas socioeducativas e em situação de vulnerabilidade social. “Todos os aprendizes receberam visitas domiciliares, em que as técnicas fizeram relatórios que comprovam a necessária inserção no programa”, detalha a secretária. O Programa Aprendiz Anápolis segue as diretrizes da Lei de Aprendizagem, regulamentada pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e das Leis 10.097/2000 e 11.180/2005. Baseia-se também no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) consolidado sob a Lei nº 8069/1990, que prevê nos artigos 60 a 69 o direito à profissionalização e à proteção no trabalho.

Prefeito Roberto Naves conversa com jovens contemplados com primeiro emprego (Gislaine Matos/Dircom)

#aprendizanápolis #primeiroemprego #prefeitorobertonaves