Roberto Naves ainda não definiu data para saída de secretários que serão candidatos em 2020


||| Não são muitos os auxiliares de primeiro escalão que devem encarar a eleição do próximo ano, portanto o prefeito de Anápolis não deve ter pressa para apontar eventuais substitutos

MARCOS VIEIRA

O prefeito Roberto Naves (sem partido) deve discutir em dezembro a data de saída da gestão de secretários que pretendem disputar a eleição de 2020. Ele confirmou que ainda não pensou sobre o assunto em entrevista antes do início da solenidade que marcou um ano da Força Tática, na quinta-feira (21.nov), na Praça Americano do Brasil.

Mas Roberto admitiu que a professora Sonja Lacerda pode ser uma opção caso o secretário municipal de Educação, Alex Martins, confirme que irá disputar a eleição para vereador. Ele tentou a vaga em 2016 e conseguiu 1.382 votos. Sonja já foi subsecretária estadual de Educação em Anápolis.

Outro que deixa a gestão no início do ano que vem é Jakson Charles (PSB), vereador que voltará para sua vaga na Câmara Municipal. O prefeito disse que conversará com ele sobre um substituto para assumir a Secretaria de Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano.

Já quanto ao Issa, Roberto Naves disse que é uma questão que ainda deverá ser avaliada pela Procuradoria-Geral do Município, caso o presidente do instituto, Rodolfo Valentini, resolva também ser candidato a vereador. Ele tentou a vaga no pleito passado e teve 537 votos.

Antes dessas mexidas, o prefeito tem uma demanda mais imediata: um substituto para Adriano Baldy na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agricultura, que assumirá a Secretaria Estadual de Cultura.

Prefeito Roberto Naves ainda vai definir regras para saída daqueles que serão candidatos em 2020 (Ismael Vieira)

#anápolis #prefeitorobertonaves #comarcadeanápolis #política #eleições2020