Saneago promete investir R$ 598 milhões em 30 anos caso consiga renovar concessão com Anápolis


||| Em audiência pública na Câmara Municipal, empresa apresenta metas que estarão em novo contrato com a cidade, entre elas a construção de uma barragem que daria segurança hídrica em períodos de estiagem

MARCOS VIEIRA

A Saneago apresentou as metas para Anápolis caso consiga a renovação da concessão do serviço de água e esgoto da cidade por mais 30 anos. Em audiência pública nesta sexta-feira (31.jan), na Câmara Municipal, executivos da empresa prometeram investir R$ 598,7 milhões em obras nessas próximas três décadas.

A médio prazo, a promessa é acabar de vez com a falta de água em períodos de estiagem, um problema que fez com que a Saneago tivesse a imagem bastante arranhada na cidade. Prova disso é que das 43 pessoas que se pronunciaram na audiência - entre vereadores, líderes comunitários e outros representantes de segmentos organizados - a maioria se posicionou contra a renovação.

Após longos anos negando a necessidade, a empresa estatal assumiu a construção de uma barragem para armazenamento da água da cidade. No cronograma constante no novo contrato, a previsão é de término das obras em 2028.

A princípio o local apresentado seria na região da bacia do Piancó, mas o presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, em entrevista, informou que há um estudo hidrológico em um raio de 40 quilômetros para que de defina a localização da barragem.

Soavinski disse ainda que há etapas desse processo de construção da represa, como emissão de licenciamentos e desapropriações, que não competem ao setor de governança da Saneago, por isso a previsão para 2028, mas que é possível pensar em uma obra concluída em menos tempo.

O encontro no plenário Teotônio Vilela foi promovido pela Prefeitura de Anápolis, representada pelos secretários Jakson Charles (Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano) e Igo Nascimento (Gestão, Planejamento e Tecnologia), e é uma das etapas para a efetivação do contrato de programa.

Caberá ao prefeito Roberto Naves (PP) decidir se renova ou não a concessão, antecipando esse ato em três anos, já que o atual contrato vence em 2023.

Além do presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, falaram em nome da estatal os diretores Hugo Cunha Goldfeld (Diretoria Comercial) e Ricardo de Sousa Correia (Diretor de Expansão), além do superintendente Marcus Vinicius Batista de Araújo.

Sobre as garantias da empresa para os investimentos prometidos, o presidente da Saneago disse que ela foi toda reestruturada, tendo portanto capacidade financeira, técnica e operacional para fazer tudo o que está sendo proposto para a cidade de Anápolis.

A principal novidade, prosseguiu Soavinski, é o novo formato de contrato proposto. "Ele tem metas muito claras e objetivas, e as ações todas previstas para que o contratante, no caso a prefeitura, junto com a Câmara, lideranças e a população, possam acompanhar a execução desse contrato passo a passo, tudo aquilo que está previsto e foi apresentado. Por isso desta audiência pública, para que todos conheçam o contrato", ressaltou.

O presidente da empresa também disse que caberá à Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos (AGR) acompanhar o cumprimento do contrato. "Além disso, o prefeito [Roberto Naves] prometeu criar uma agência municipal de regulação", comentou Ricardo Soavinski, que destacou ainda a previsão de revisão das metas a cada quatro anos.

Entre as pessoas que se pronunciaram na audiência, o vice-presidente da Associação de Produtores do Piancó, Luciano Andrade, pediu atenção especial aos produtores de água, sugerindo que no contrato seja estabelecido um percentual de recursos financeiros para proteção da principal bacia hidrográfica para o abastecimento público da cidade.

Autoridades durante audiência pública na Câmara Municipal de Anápolis (Foto: Ismael Vieira/Divulgação/CMA)

#anápolis #notícias #saneago #contratodeprograma #concessão #audiênciapública

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo