Prefeito Roberto Naves já teria ao menos dez partidos apoiando a sua reeleição


||| A construção do leque de siglas que irão apoiar o projeto de Naves passa por acordos com líderes regionais, aproximação através da abertura de espaços na administração e manutenção da base na Câmara Municipal

MARCOS VIEIRA

Pelo menos dez partidos já estariam confirmados no leque de apoios à reeleição do prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP). A construção da aliança passa por alguns acordos fechados com lideranças regionais, aproximação através da abertura de espaços na administração e a manutenção da base na Câmara Municipal.

A filiação de Roberto ao PP, em novembro do ano passado, foi a consolidação de uma parceria com o presidente da legenda em Goiás, ex-ministro Alexandre Baldy. A ida do prefeito para o Progressistas faz com que ele conte com o poder de articulação de Baldy e de quebra, ainda elimine um concorrente – o ex-ministro já havia dito que seu partido teria candidato na cidade.

O acordo com Baldy foi firmado também em âmbito estadual, a partir da aliança com o governador Ronaldo Caiado, do DEM, partido em que o vice-prefeito Márcio Cândido, hoje no PSD, deve se filiar em breve.

Apesar da ida para o PP e a aproximação com o DEM, a antiga sigla de Roberto Naves, o PTB, não se afastou da sua gestão. Com isso, ele irá contar com esse apoio na eleição, como já garantiu o presidente petebista em Anápolis, Aguinaldo Faria.

A parceria com o ex-deputado federal Marcos Abrão, que foi convidado para ser secretário municipal da Fazenda, garantiu o apoio ao prefeito do Cidadania, partido que Abrão preside em Goiás.

O PV é outra sigla que já fechou acordo com Roberto, já que seu presidente municipal, o vereador Domingos Paula, é um dos mais combativos na Câmara na defesa da gestão do prefeito.

Também bem próximo do prefeito, o vereador Jakson Charles, secretário municipal de Meio Ambiente, Habitação e Planejamento Urbano, já levou o seu PSB para a base de apoio à reeleição de Roberto Naves.

A ida de Jakson para a administração abriu espaço para o suplente Paulo de Lima assumir uma vaga na Câmara. Essa articulação garantiu, então, o PDT na futura coligação governista.

A tendência é que o PMN também esteja nessa aliança, em acordo firmado com os vereadores Teles Júnior e Luzimar Silva. O deputado estadual Amilton Filho tem confirmado que irá levar o seu SD para a futura coligação.

O mesmo deve acontecer com o PSC do líder na Câmara, vereador Wederson Lopes, partido ligado à Igreja Assembleia de Deus Madureira, que tem reafirmado apoio ao prefeito.

Avante e Republicanos são dois partidos que também estão próximos de Roberto Naves. O PROS tem negociado uma parceria.

Há uma tendência que o PSD, liderado na cidade pelo empresário Francisco Pontes, acabe dando apoio à reeleição do prefeito. Existe uma conversa sendo feita também com o presidente regional, Vilmar Rocha.

Nos bastidores, há a informação que o Podemos abriu negociação com o prefeito, embora o partido tem se cacifado para o debate eleitoral, com a apresentação de três pré-candidatos, Sírio Miguel, José de Lima e Cândido Filho.

(Foto: Ismael Vieira)

#anápolis #notícias #eleições2020 #prefeitorobertonaves #reeleição #alianças #coligações #apoios