Prefeito de Anápolis anuncia estrutura especial de atendimento


||| Saiba todos os detalhes da estrutura montada pela administração municipal e anunciada pelo prefeito Roberto Naves para socorro a pacientes com covid-19 na cidade

MARCOS VIEIRA

O prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PP), anunciou no início da noite desta sexta-feira (13.mar) as medidas que serão tomadas por sua administração para atendimento de pessoas com covid-19 (coronavírus).

Ele ressaltou que não há nenhum caso da doença na cidade. O que se tem são cinco pessoas com suspeita que aguardam resultado de exames – duas delas vieram da Itália e outras três estiveram nos Estados Unidos.

Naves lembrou que se trata de um vírus de baixa letalidade, portanto não há motivo para histeria. Segundo ele, desde que foi declarada pandemia no mundo as autoridades locais de saúde estiveram debruçadas em um plano para atender os casos de Anápolis.

O prefeito informou que prepara um decreto de emergência em saúde que será publicado na segunda-feira (16.mar). Os termos que serão colocados no documento ainda não foram definidos por completo, mas o que se pretende é facilitar a contratação de médicos e compra de insumos de maneira mais rápida caso haja necessidade para isso.

Até agora apenas o Centro de Convivência de Idosos (CCI), espaço de recreação e outras atividades para a terceira idade, foi fechado temporariamente pela administração municipal.

O prefeito Roberto Naves fez um alerta: as unidades básicas de saúde não estarão atendendo as pessoas na segunda-feira (16.mar) pela manhã – e somente nesse período – porque profissionais da saúde estarão passando por um treinamento voltado para o coronavírus.

Segundo Naves, a princípio nada será suspenso na cidade. Escolas seguem funcionando, assim como empresas e repartições públicas. Mas o prefeito frisou que a avaliação da situação será diária, com decisões tomadas à medida que a doença evolua ou apresente regressão.

Veja a seguir os detalhes do plano da Prefeitura de Anápolis para a pandemia:

MAIS 40 LEITOS DE INTERNAÇÃO A Prefeitura de Anápolis fechou um acordo com a Fundação de Assistência Social de Anápolis (Fasa), que é mantenedora da Santa Casa de Misericórdia, para ativar os 40 leitos da Unidade de Saúde Nossa Senhora do Carmo (foto), instalada no Bairro Jundiaí. Inaugurado em 2014, o espaço nunca funcionou, embora esteja equipado.

MAIS 30 LEITOS DE UTI A UPA Sul (foto) vai disponibilizar seis leitos de Unidade de Terapia Intensiva – salas amarelas serão transformadas em salas vermelhas. O Hospital Municipal Jamel Cecílio irá oferecer oito leitos de UTI, que estarão disponíveis daqui a uma semana. Já o Hospital Evangélico Goiano (HEG) irá reservar seis leitos de UTI para o atendimento via SUS de pacientes com covid-19. A Santa Casa vai disponibilizar 10 leitos de UTI.

CANAIS DE COMUNICAÇÃO Semelhante com o que ocorre com o ZAP da Saúde, para agendamento de consultas e exames, será colocado à disposição da população a partir de quarta-feira (18.mar) o ZAP do Coronavírus, para atender casos específicos de suspeitas de contaminação com a doença. O telefone 156 também estará disponível para a população.

UNIDADES DE REFERÊNCIA Cinco unidades de saúde serão transformadas em unidades de referência para atender os casos de covid-19. São elas: Parque Iracema (foto), Vila União, Recanto do Sol, Bairro de Lourdes e São José. A mudança acontece a partir de quarta-feira (18.mar), quando será anunciado qual delas vai atender 24 horas. As outras quatro ficarão abertas até 22h. À medida que houver necessidade, o atendimento será ampliado.

EQUIPES Cada unidade de saúde de referência terá três equipes para atender os casos de covid-19. Uma equipe ficará sempre fixa no posto. Outras duas serão volantes, fazendo atendimento domiciliar.

ATENDIMENTOS ODONTOLÓGICOS Tratamentos já iniciados serão concluídos, mas a partir de quarta-feira (18.mar), a rede pública só atende casos de urgência e emergência. A medida visa reduzir o consumo de máscaras e luvas nesse período crítico, já que atendimento odontológico exige o uso elevado desses equipamentos de proteção individual.

INSUMOS A Prefeitura de Anápolis comprou R$ 1 milhão em luvas, máscaras, escalpes e soros. O estoque equivale ao consumo em períodos normais por seis meses.

PROTOCOLO DE ATENDIMENTO Entenda como vai funcionar, de acordo com sua idade e sintomas:

Pacientes que não fazem parte do grupo de risco, ou seja, possuem mais de três e menos de 60 anos de idade, ao apresentarem sintomas como coriza, febre e tosse, devem entrar em contato com o ZAP do Coronavírus ou o telefone 156. Ele será orientado a ficar em casa e aguardar a visita de uma equipe volante. Já pacientes que não fazem parte do grupo de risco, mas estão sentindo falta de ar, a orientação é entrar em contato para ser agendado atendimento em uma das cinco unidades de referência.

Pacientes que fazem parte do grupo de risco, ou seja, possuem menos de três e mais de 60 anos de idade, ou alguma doença crônica, e apresentarem qualquer sintoma do coronavírus: a orientação é entrar em contato via ZAP ou 156 para já marcar a consulta na unidade de referência.

ENCAMINHAMENTOS Uma vez atendido na unidade de referência, o paciente que apresentar grau leve será orientado a retornar para casa. Aquele diagnosticado com grau moderado ficará internado em um dos leitos da Unidade Nossa Senhora do Carmo. Por fim, situações mais críticas irão para um dos leitos de UTI reservados para tratamento da covid-19.

#anápolis #notícias #prefeitorobertonaves #coronavírus #covid19 #coligações #planodiretor #planejamento #atendimento #pandemia #decretoemergência