Academias de ginástica podem reabrir em Anápolis

Atualizado: 2 de Mai de 2020


||| Veja a seguir as especificações contidas no decreto municipal, que estabelece regras para as diferentes atividades econômicas de Anápolis. Academias podem abrir desde que cumpram normas rigorosas de combate ao coronavírus

MARCOS VIEIRA

O decreto municipal publicado na segunda-feira (28.abr) estabelece novas normas para as diferentes atividades econômicas de Anápolis, diante da pandemia do coronavírus.

Academias de ginástica, estúdios de pilates e crossfit podem funcionar no cenário de risco leve, que é aquele vivido atualmente pela cidade. Mas há regras específicas.

É preciso respeitar o protocolo geral, que trata de uso de máscaras, distanciamento mínima entre as pessoas, cuidados no consumo de água e café, estímulo ao home office, entre outras regras.

Mas há regras específicas:

• Realizar capacitação de profissionais de educação física no combate ao novo coronavírus, por meio do curso “Orientações gerais ao paciente com Covid-19 na Atenção Primária à Saúde”, lançado pelo Ministério da Saúde com carga horária de 15 (quinze) horas;

•Limitar a quantidade de clientes que entram na academia: um cliente por cada 20 m², limitado a no máximo 10 alunos por vez;

•Após cada uso promover a rigorosa higienização das superfícies e equipamentos;

•Estúdios de pilates e personal trainer deverão atender exclusivamente um cliente por horário pré-agendado para cada vez;

•Disponibilizar álcool líquido 70°GL e papel toalha para o aluno, em quantidade suficiente, em locais estratégicos, e afixar cartazes orientando o descarte imediato do papel toalha;

•Implementar medidas para impedir a aglomeração desordenada de alunos, funcionários e terceirizados, inclusive no ambiente externo do estabelecimento;

•Vedar o acesso de pessoas do grupo de risco conforme protocolo geral;

•Suspender a entrada de funcionários, alunos e prestadores de serviço sem máscara de proteção facial;

•Afixar cartazes/folhetos contendo regras de etiqueta respiratória, higienização das mãos e protocolo de entrada em ambientes e distanciamento entre as pessoas;

•Implementar medidas eficientes para evitar o uso de cancelas/catracas que obriguem o uso das mãos para permissão de entrada; (ou disponibilizar álcool a 70% junto ao equipamento);

•Os estabelecimentos deverão utilizar equipamentos impermeáveis, passíveis de higienização;

•Fechar cada área por pelo menos 30 minutos, no mínimo duas vezes ao dia, para limpeza geral e desinfecção dos ambientes;

•No uso de bebedouros de pressão, devem-se observar os seguintes critérios:

>Lacrar as torneiras a jato que permitem a ingestão de água diretamente dos bebedouros, de forma que evite o contato da boca do usuário com o equipamento; >Garantir que o usuário não beba água diretamente do bebedouro, para evitar contato da boca com a haste (torneira) do bebedouro; >Caso não seja possível lacrar ou remover o sistema de torneiras com jato de água, o bebedouro deve ser substituído por equipamentos que possibilitem a retirada de água apenas em copos descartáveis ou recipientes de uso individual (garrafa/squeeze);

•Higienizar os bebedouros frequentemente, ao menos três vezes ao dia;

•Garantir o uso de garrafa de água individual;

•Garantir o uso individual de toalha pelos alunos;

•Alongamentos e exercícios físicos deverão ser realizados individualmente, sob orientação do profissional de Educação Física, sendo vedado o contato físico;

•Ficam proibidas aulas de circuitos com compartilhamento de equipamentos;

•Utilizar apenas 50% dos aparelhos de cárdio, ou seja, deixar o espaçamento de um equipamento sem uso para o outro;

• Evitar treinos em que o aluno deite no chão e, em caso de utilização de colchonetes, os profissionais deverão atentar-se para os procedimentos de higienização;

•As lanchonetes destes estabelecimentos deverão seguir as exigências contidas no protocolo específico desta atividade econômica;

•Atividades aquáticas, artes marciais, lutas de contato físico e aulas coletivas deverão permanecer suspensas.

#anápolis #notícia #coronavírus #covid19 #pandemia #decretomunicipal #academiasdeginástica #estúdiosdepilates #crosfit #regras