Câmara de Anápolis impõe restrições no seu funcionamento para conter Covid-19

Ato da Mesa Diretora coloca servidores do grupo de risco em teletrabalho e suspende parcialmente os atendimentos ao público



DA REDAÇÃO


A Câmara Municipal de Anápolis publicou ato da Mesa Diretora, nesta terça-feira (2.fev), renovando medidas de restrição e suspensão parcial das atividades de atendimento ao público devido ao avanço do coronavírus.


O presidente Leandro Ribeiro (PP) já havia justificado a medida, um pouco mais cedo, na sessão ordinária, informando que ao menos oito servidores testaram positivo para a Covid-19. Dois vereadores também foram contaminados: Fred Caixeta (Avante), já curado, e Wederson Lopes (PSC), ainda em quarentena.


Até 31 de março, servidores do grupo de risco podem exercer suas atividades na modalidade teletrabalho, ficando cada gabinete e diretoria responsável por avaliar os casos. Podem solicitar o home office o servidor portador de cardiopatia ou doença respiratória crônica, aquele maior de 60 anos e as gestantes.


De acordo com o documento, o atendimento ao público sofrerá restrições e particularidades que a atual conjuntura social, sanitária e de saúde exigem.


Sessões solenes estão suspensas e o plenário Teotônio Vilela passa a ter restrições nas sessões ordinárias e extraordinárias: só entram vereadores, membros das diretorias Legislativa e de Comunicação, profissionais da imprensa e um assessor por gabinete.