Candidatos a prefeito de Anápolis estreiam na televisão com biografias

Três candidatos não enviaram suas produções para a estreia no horário eleitoral: Humberto Evangelista, Josmar Moura e Douglas Carvalho



MARCOS VIEIRA


A maioria dos candidatos a prefeito de Anápolis dedicou o seu primeiro programa na televisão, nesta sexta-feira (9.out), a apresentar suas biografias. Três dos nove nomes que disputam a eleição majoritária não enviaram suas produções para a estreia televisiva: Humberto Evangelista (PSD), Josmar Moura (PRTB) e Douglas Carvalho (PSOL).


Valeriano Abreu (PSL) foi o primeiro a aparecer na tela. Ele utilizou seu tempo, 1min9seg, para falar da sua origem, sua formação profissional e da sua família, mulher e filhos. O candidato manteve a estética já vista na pré-campanha, de utilizar as cores verde e amarela como sua identidade visual. Valeriano também mencionou sua experiência nos 10 anos que esteve à frente do Procon – ele ocupou o cargo nas gestões do PT e do atual prefeito.


Com apenas 17seg, o candidato José de Lima (Patriota) teve tempo apenas para apresentar uma cartela na tela com mensagens relacionadas à questão da água em Anápolis e, na sequência, em uma fala suscinta, afirmar que a construção de uma adutora – provavelmente a transposição do Capivari – foi um pedido dele, ainda enquanto deputado estadual, ao então governador Marconi Perillo (PSDB).


Roberto Naves (PP), que busca a reeleição, é o candidato que mais dispõe de tempo na televisão devido ao amplo leque de partidos que lhe apoia: são 3min39seg. Isso permite à sua equipe desenvolver um programa com enredo mais completo. Para a estreia, ele trouxe imagens de suas quatro filhas e depoimentos da esposa, Vivian, e da mãe, Maria Lúcia. O candidato fez menção ao trabalho realizado na saúde e na segurança pública, através da Força Tática Municipal.


Antônio Gomide (PT) utilizou o seu tempo de 1min23seg para apresentar depoimentos de populares e mostrar cenas de suas caminhadas. Gomide também aparece no Parque Ipiranga, frisando que o pontapé da campanha acontecia no local, considerado como uma de suas principais obras. O jingle é o mesmo do pleito passado. O candidato fala em voltar para a prefeitura para tratar de questões como saúde e educação.


João Gomes (PSDB), com 41seg, dividiu a tela com algumas cenas de trabalhadores e centrou sua fala em experiência na administração e a necessidade de ações imediatas, classificando o futuro como um “desafio”.


Márcio Corrêa (MDB), com 1min23seg, foi o candidato que mais carregou na própria biografia, com fotos da infância e outros momentos da sua vida, como a formatura. Em sua fala, ele disse que Anápolis “está no chão” e “abandonada”, afirmando que sua entrada na política não é um projeto de poder. Também foram mostradas cenas externas com o jingle de campanha, o vice Brigadeiro Bragança e outros apoiadores.


O programa na televisão vai ao ar das 13 às 13h10 e das 20h30 às 20h40.