Coronavírus: ônibus são desinfectados entre as viagens em Anápolis

Rotina de higienização contra a Covid-19 também conta com trabalho específico na limpeza noturna dos veículos



DA REDAÇÃO


A higienização dos ônibus é item fundamental no protocolo criado pela Federação das Empresas de Transportes Rodoviários do Centro-Oeste do Brasil (Fetrasul) no combate à Covid-19. A tarefa comum de manter veículos limpos para os usuários teve que se somar aos cuidados especiais de desinfecção de superfícies nessa época de pandemia do coronavírus.


Em Anápolis, a concessionária de transporte coletivo treinou equipes para atuarem especificamente na higienização que visa o combate do vírus. Esses profissionais trabalham junto àqueles que fazem a limpeza diária da frota.


Os ônibus são limpos no período noturno, na garagem da empresa. O primeiro passo é o recolhimento do lixo maior, papeis e copos descartáveis, por exemplo. Depois disso o veículo segue para uma inspeção de pneus, luzes e outros itens de segurança.


Em seguida, um manobrista coloca o veículo no lavador automático, que com os escovões faz a limpeza externa. O ônibus segue então para os cuidados internos: profissionais jogam água e sabão no piso, esfregam e retiram a sujeira. Eles também passam pano em bancos e barras de apoio e balaústres.


Feita essa limpeza normal do dia a dia, é iniciada a higienização específica para essa época de pandemia. Com uma bomba nas costas, o funcionário pulveriza o quartenário de amônia em toda a parte interna do veículo, do teto ao piso. “Isso elimina qualquer possibilidade de presença do coronavírus no local”, diz a diretora de Operações da concessionária de Anápolis, Rafaela Rocha.


O produto de desinfecção usado pela empresa de ônibus, reconhecido pela Anvisa como eficaz no combate ao coronavírus e muito comum em hospitais, começou a ser utilizado no transporte coletivo de forma pioneira pela concessionária da cidade, ainda em março deste ano.


A diretora informa ainda que a desinfecção com o quartenário de amônia acontece também ao longo do dia, na Estação Central. “Há uma equipe no local pronta para pulverizar o produto entre uma viagem e outra. Os ônibus são multilinhas, o que geralmente garante uma pausa na garagem da Estação Central, permitindo esse serviço de limpeza”, explica Rafaela.


Além disso, diz a diretora, todo funcionário tem seu borrifador para higienização do seu espaço de trabalho e limpeza das próprias mãos. A empresa entende que é uma segurança individual a mais no dia a dia.


O porta-voz da Fetrasul em Anápolis, Carlos Leão, que também representa a concessionária da cidade, frisa que além da higienização completa dos ônibus com o produto específico, realizada frequentemente ao longo do dia e também nas pausas noturnas, há ainda todo um trabalho de limpeza específica nas garagens e áreas administrativas da empresa, bem como na Estação Central.


“Ao longo desses meses, nós aperfeiçoamos uma metodologia que garanta segurança ao transporte coletivo de Anápolis. O protocolo da Fetrasul com as 14 medidas deixam claro isso para o usuário: estamos preparados para a retomada segura desse modal fundamental para a cidade”, afirma Carlos Leão.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo