Covid-19: veja o que pode funcionar em Anápolis durante o decreto excepcional

Restrições mais duras vão vigorar na cidade entre as 19h do dia 5 de março até as 4h do dia 15 de março



DA REDAÇÃO


Os diferentes segmentos de Anápolis passam a ter seu funcionamento regido por um decreto excepcional, com duração entre às 19h desta sexta-feira (5.mar) até as 4h do dia 15 de março de 2021.


Veja a seguir as atividades que poderão funcionar na cidade nesses quase dez dias:


Estabelecimentos de saúde relacionados a:

•Atendimento de urgência e emergência;

•Unidades de hematologia e hemoterapia;

•Unidades de oncologia, neurocirurgia, neurologia, intervencionista, pré-natal, terapia renal substitutiva, psiquiatria e reabilitação;

•Atendimento à urgências e emergências odontológicas;

•Farmácias e drogarias;

•Clínicas de Vacinação;

•Clínicas de imagem;

•Serviços de testagem para Covid-19;

•Laboratórios de análises clínicas.


Cemitérios e Funerárias.


Distribuidores e revendedores de gás e de combustíveis.


Estabelecimentos de comércio varejista e atacadista de produtos alimentícios, ficando autorizado o funcionamento ao público das 6h a meia-noite, limitando-se a entrada de apenas um membro por núcleo familiar:

•Supermercados, hipermercados e mercearias;

•Distribuidora de água;

•Açougues e peixarias;

•Laticínios e frios;

•Frutarias e verduras;

•Panificadoras, padarias e confeitarias; sendo estas somente para retirada no local ou modalidade delivery.


Hospitais veterinários e clínicas veterinárias, somente para urgências e emergências.

•Estabelecimentos comerciais de fornecimento de insumos e gêneros alimentícios e de higiene animal, apenas na modalidade delivery.

•Estabelecimentos comerciais que atuem na venda de produtos agropecuários, apenas na modalidade delivery.


Agências bancárias e casas lotéricas, conforme disposição na legislação federal.


Estabelecimentos industriais de bens relacionados à saúde, higiene e a alimentação humana.

Estabelecimentos industriais de bens relacionados à saúde, higiene e a alimentação animal.

Estabelecimentos industriais de insumos e/ou produtos para as atividades de agricultura e de pecuária.

Estabelecimentos de industriais de automobilismo, devendo funcionar com a capacidade máxima de até 30%.


Serviços de call center, restritos às áreas de segurança, alimentação, saúde, telecomunicação e de utilidade pública.


Segurança pública e privada.


Empresas privadas de transporte, incluindo as de aplicativos, táxis, transportadoras, motoboy e delivery.


Empresas de saneamento, energia elétrica e comunicação.


Empresas que atuam como veículo de comunicação.


Hotéis e pousadas, apenas com o limite de capacidade de até 50%.


Estabelecimentos que estejam produzindo, exclusivamente, equipamentos e insumos para auxílio no combate à pandemia da Covid-19.


Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade.


O suporte, a manutenção e o fornecimento de insumos necessários à continuidade dos serviços e obras públicas da indústria de alimentos e da indústria farmacêutica; e as obras privadas relacionadas à área da saúde.


Restaurantes, lanchonetes e similares, apenas na modalidade delivery, com entregas ao destino do consumidor até a meia-noite.


Restaurantes e lanchonetes localizadas as margens da rodovia, que estejam no perímetro territorial do município de Anápolis poderão utilizar mesas e cadeiras no limite máximo de até 30% de sua capacidade de pessoas sentadas.


Oficinas mecânicas e borracharias situadas às margens da rodovia, que estejam no perímetro territorial do município de Anápolis.

•As oficinas mecânicas e borracharias situadas no perímetro urbano de Anápolis, poderão continuar com os atendimentos aos serviços considerados urgentes e emergentes, limitando-se ao quadro de 30% dos funcionários, inclusos nesse quantitativo os mecânicos e vendedores de peças.

•As oficinas mecânicas de revendas autorizadas de máquinas agrícolas caminhões e veículos, com atendimento aos serviços considerados urgentes e emergentes, limitando-se ao quadro de 30% dos funcionários, inclusos nesse quantitativo os mecânicos e vendedores de peças.


Autopeças, exclusivamente na modalidade delivery, mantendo-se presencialmente o quantitativo de até 30% dos funcionários.


Cartórios extrajudiciais, desde que observadas as normas editadas pela Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de Goiás.


Serviços de coleta, varrição, tratamento de lixo urbano, tapa-buraco, iluminação pública, jardinagem, manutenção e conservação do patrimônio público.


Transporte Coletivo Urbano continuará funcionando regularmente, sendo vedada a alteração de escala e a redução do número de ônibus, horários e linhas.


Protocolos

O decreto estabelece que em qualquer situação o funcionamento das atividades deverá obedecer rigorosamente a todos os protocolos, notas técnicas e demais normativas vigentes e em especial:

A obrigatoriedade, quando no exercício de suas atividades, na prestação de serviços ou quando saírem de casa, que todas as pessoas, os trabalhadores, os clientes, pacientes, visitantes ou usuários façam uso de proteção facial por meio de máscaras adequadas, conforme a atividade desenvolvida, emprego pretendido e as normativas sanitárias vigentes;

Não formação de aglomerações, devendo-se manter as devidas medidas de distanciamento de no mínimo 2 metros entre pessoas;

Manter as medidas de isolamento social quando da apresentação de sintomas gripas, da suspeita ou confirmação da Covid-19.

Das medidas de higienização de ambientes, superfícies, equipamentos, mobiliários e demais com produtos e em frequência adequada;

Outras medidas exaradas pelas autoridades sanitárias competentes que tenham por móvel a contenção do avanço da pandemia e do cumprimento das medidas elencadas neste decreto.


Administração pública

Durante o período de que trata o decreto, os atendimentos presenciais da administração pública municipal permanecerão suspensos à população, devendo ser estabelecido o trabalho presencial de forma escalonada aos servidores, conforme regulamento específico emitido pela Secretaria Municipal de Governo e Recursos Humanos, exceto da Secretaria Municipal de Saúde que editará norma específica sobre a questão.

O funcionamento das repartições estaduais e federais, localizadas no município de Anápolis, obedecerá às regras específicas das respectivas esferas de governo.