Humberto Evangelista só disputa eleição para prefeito; Pastor Elias topa ser vice

PSD ainda não bateu martelo se lançará cabeça de chapa ou se irá apoiar outro partido. Para as duas situações, ele tem pré-candidatos



FERNANDA MORAIS


O delegado aposentado da Polícia Federal Humberto Evangelista (PSD) reafirmou a sua posição de só disputar a eleição como candidato a prefeito de Anápolis. Ele descarta uma candidatura a vice-prefeito.


Segundo Humberto, a sua decisão foi tomada ainda quando o presidente municipal do PSD, Francisco Pontes, e o presidente regional, Vilmar Rocha, o convidaram para se filiar ao PSD.


“Não temos nenhuma intenção de sair como vice, seja no PSD ou com qualquer outro partido, caso seja feita uma coligação para majoritária. Nosso objetivo é ser o cabeça de chapa”, frisou o pré-candidato, em entrevista nessa segunda-feira (31.ago) na Rádio Manchester.


Humberto Evangelista pediu que a informação seja divulgada “para acabar com as conversinhas, falácias e esclarecer dúvidas sobre o assunto”.


O delegado aposentado contou que já foi convidado por outros partidos para compor uma chapa para a disputa. “Agradeci e agradeço o convite, mas minha decisão é a mesma. Na convenção do PSD, no dia 16 de setembro, será batido o martelo: se os líderes do partido entenderem o contrário, e optarem por uma coligação, não tenho interesse em ser o vice. Meu objetivo, e se tiver que sair, é como candidato a prefeito de Anápolis”, reforçou.


Indefinição

Mas o posicionamento do vereador Pastor Elias, também do PSD, mostra que o partido ainda não tem nenhuma definição sobre seu futuro político na cidade.


Pastor Elias contou que na última semana conversou sobre política com o presidente do MDB local, Márcio Corrêa, pré-candidato a prefeito, sobre uma possível união entre as siglas para a disputa da majoritária.


Nesse sentido, o vereador afirmou que já está certo que o PSD não vai apoiar o projeto de reeleição do prefeito Roberto Naves (PP). Segundo ele, é uma decisão da executiva estadual da legenda.


“O PSD tem hoje o seu pré-candidato a prefeito, o delegado Humberto Evangelista. Caso ele não se viabilize para a disputa, fui convidado a ser o vice em uma possível coligação. E por que não com o MDB, que temos conversado? Márcio Corrêa é meu amigo e eu estou à disposição como soldado do partido”, contou.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo