Ipasgo suspende cirurgias eletivas para liberar leitos para Covid-19

Medida já está valendo para toda rede credenciada a partir desta terça-feira (16.fev) e terá duração de 21 dias



DA REDAÇÃO


O Ipasgo suspendeu por 21 dias as cirurgias de caráter eletivo. A decisão já está valendo a partir desta terça-feira (16.fev) e tem o objetivo de liberar leitos de internação na rede credenciada para pacientes de Covid-19.


Com isso, durante o período só serão feitos procedimentos e cirurgias de urgência e emergência, atestados pela auditoria do Ipasgo.


“Neste momento, a prioridade é garantir que os beneficiários porventura vítimas de contaminação pelo novo coronavírus recebam o atendimento adequado”, disse o presidente do Ipasgo, Hélio Lopes.


A medida integra o plano de ação emergencial do Governo de Goiás para combater o avanço da segunda onda do coronavírus no Estado.