João Gomes diz que PSDB não descarta aliança com o PT

Atualizado: 28 de Mai de 2020

Eleições 2020: ex-prefeito assume oficialmente agremiação tucana e afirma que em política não se pode dizer que “dessa água não beberei”



FERNANDA MORAIS


Já está registrada na Justiça Eleitoral a nova formatação da Comissão Provisória do PSDB de Anápolis. Oficialmente o ex-prefeito João Gomes é o presidente da agremiação, ao lado do vice-presidente, Marlos Cesar de Castro. Também fazem parte como membros da comissão, os ex-vereadores Vespasiano dos Reis e José Escobar e os ex-dirigentes da sigla Maristela Rodrigues e Samuel Gemus.


Agora como presidente do PSDB, João Gomes afirma que não está descartada a possibilidade de aliança com o PT, cujo pré-candidato a prefeito é o deputado estadual Antônio Gomide. “Da nossa parte não vamos discriminar nenhum partido. Todos os pré-candidatos serão procurados, vamos conversar inclusive com o PT”, afirmou. O ex-prefeito também confirmou que hoje é o único pré-candidato pelo PSDB para o cargo de prefeito de Anápolis.


Sobre alianças, João Gomes usou a máxima de comparar a política com as nuvens. “Ela está em um ponto, mas logo muda de lugar. Não podemos dizer que dessa água nunca beberei para não engasgar depois”, frisou. “A chapa Gomide e João foi boa para Anápolis, tanto na gestão de Gomide como quando assumi a prefeitura. Deixamos um legado para cidade, não tenho nada a reclamar”, completou.


Chapa de vereadores

Em relação à nova comissão provisória, João Gomes disse que o grupo foi fechado em um prazo curto, mas com sucesso, já que foi possível formatar uma boa chapa de vereadores. “A comissão tem ex-vereadores, tem fundadores do PSDB em Anápolis e tem a nova geração de políticos do partido”.


Questionado sobre a presença de Adhemar Santillo nas decisões da legenda, João Gomes afirmou que o ex-prefeito não participará diretamente das eleições de 2020. “Ele disse que não vai sair do partido, mas é seu desejo se afastar para os mais jovens trabalharem. Falei com ele, é nosso amigo, conhece e tem história em Anápolis. Foi prefeito da cidade por duas vezes e várias vezes deputado federal. Ele colocou essa situação: tem planos de cuidar dos negócios da família, mas estará à disposição quando oportuno e necessário”, revelou João Gomes.


Marconi Perillo

João Gomes também falou sobre Marconi Perillo, disse que o ex-governador se mantém como referência no PSDB estadual e nacional, e que é impossível imaginar o partido sem a influência dele. “Mas acredito que esse ano ele não estará a disposição full time para as eleições. Ele tem negócios que estão ocupando seu tempo, mas seu nome tem muito peso político para Goiás e em Anápolis não é diferente. Marconi ainda é a nossa maior liderança”.


João Gomes disse ainda que a partir de agora o foco da Comissão Provisória do PSDB é abrir o escritório político em Anápolis e começar as conversas diretas com os membros do partido, principalmente com aqueles que pretendem disputar as eleições. “O momento é difícil, estamos na pandemia do coronavírus, temos a questão do isolamento. As conversas serão feitas a conta-gotas, mas com a participação e conhecimento de todos”, concluiu.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo