Preso bando que roubou R$ 500 mil em celulares do Carrefour de Anápolis

Criminosos eram do Distrito Federal e foram descobertos após trabalho de investigação do Gepatri



DA REDAÇÃO


A Polícia Civil de Anápolis, através do Grupo Especial de Repressão a Crimes Patrimoniais (Gepatri), deflagrou na quinta-feira (3.set) a Operação Hermes, que prendeu os criminosos que participaram de um roubo no hipermercado Carrefour, que fica dentro do Brasil Park Shopping, ocorrido em janeiro deste ano.


Os policiais cumpriram quatro mandados de prisão em desfavor dos autores do roubo e um mandado de prisão em desfavor do principal receptador. A operação cumpriu, ainda, seis mandados de busca e apreensão referentes ao caso em Ceilândia, Águas Lindas e Valparaíso de Goiás.


O crime ocorreu na madrugada do dia 27 de janeiro, quando três criminosos entraram no estabelecimento comercial, e usando armas de fogo, renderam seguranças e levaram dezenas de aparelhos de celular, um prejuízo que chegou a R$ 500 mil. Um quarto homem esperava o bando do lado de fora do shopping.


A quadrilha começou a ser desmantelada a partir da identificação do veículo usado no roubo. Câmeras de segurança do shopping e de diferentes pontos da cidade mostraram que o carro seguiu para a BR-060, sentido Distrito Federal.


O alerta em relação ao carro foi enviado pelo Gepatri às polícias de Goiás e DF. O veículo acabou sendo abordado e nele estava uma pessoa ligada aos criminosos. A partir dela, se chegou aos autores do assalto.


Três são de Ceilândia. Um deles, inclusive, já estava preso no Complexo Penitenciário da Papuda por outro crime, no qual ele cumpre 17 anos. O delegado informou que o assaltante ainda responde outro processo, aguardando julgamento, além do assalto ao Carrefour de Anápolis.


Um dos receptadores dos celulares roubados mora em Valparaíso. Ele fugiu quando a polícia chegou a sua casa, mas acabou sendo alcançado e preso. O Gepatri está em busca de outro receptador que também comprou os aparelhos.


O delegado disse que são criminosos perigosos, que chegaram a agredir os funcionários do hipermercado. Eles são amigos há bastante tempo, envolvidos em diferentes práticas criminosas. Tanto é que um parceiro que não estava no crime de Anápolis também foi beneficiado, por outras ações.


Os assaltantes vão responder por roubo qualificado pelo concurso de pessoas, uso de arma de fogo e associação criminosa. O quarto indivíduo responde por receptação qualificada.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo