Ronaldo Caiado propõe a prefeitos que façam quarentena a cada 14 dias

Diante do cenário preocupante de avanço da Covid-19, governador de Goiás pede fechamento alternado, a cada 14 dias



DA REDAÇÃO


Diante de um cenário de 18 mil mortes por Covid-19 até setembro, projetada por estudo da Universidade Federal de Goiás (UFG), o governador Ronaldo Caiado (DEM) sugeriu uma quarentena alternada a partir desta terça-feira (30.jun) em todo o Estado.


Em live na manhã desta segunda-feira (29.jun), com a presença de prefeitos, Caiado disse que aquilo que é prerrogativa do governo estadual passa a cumprir o seguinte esquema: 14 dias fechado e 14 dias aberto. A abertura, lógico, continua seguindo as diretrizes para evitar a disseminação do coronavírus.


O governo foi claro: diante da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que garante autonomia aos municípios de fazerem seus próprios decretos, caberá a cada prefeitura definir sobre a situação do comércio local.


O prefeito Roberto Naves (PP) publicou vídeo nas redes sociais informando que estudará com sua equipe as medidas a serem tomadas na cidade. Há uma taxa de ocupação de leitos de UTI de 33%, mas a curva tem sido ascendente nos últimos dias.


Caiado disse que deixará à disposição dos prefeitos o efetivo das forças policiais do Estado para assegurar que o sistema de fechamento/abertura 14 x 14 do comércio seja cumprido, principalmente nos municípios onde há maior incidência de casos de Covid-19.

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo