Saiba o que é o rastreamento de contatos para conter a Covid-19

Medida proposta pela UFG necessita de 400 monitores em Goiânia e 2 mil no restante das cidades goianas



DA REDAÇÃO


Pesquisadores da Universidade Federal de Goiás (UFG) sugeriram ao governador Ronaldo Caiado (DEM), nesta segunda-feira (29.jun), que além da quarentena alternada, seja feito o rastreamento de contatos para controle do coronavírus. Mas do que se trata?


A medida visa manter em isolamento domiciliar, por 10 dias, não somente a pessoa testada positiva para Covid-19, mas também todos aqueles que convivem diretamente com ela, mesmo aqueles que não tenham apresentado sintomas da doença.


O professor Thiago Rangel, do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFG, que participou da live com Caiado, explicou também o que seria preciso para o rastreamento. Segundo ele, em Goiânia seriam necessários 400 monitores, trabalhando oito horas por dia, sete dias por semana, para que 32 mil pessoas pudessem ser acompanhadas ao mesmo tempo.


Já para o restante das cidades goianas, seriam 2 mil monitores, atuando nos mesmos períodos, para que 160 mil pessoas fossem monitoradas simultaneamente.


Para a UFG, o fechamento de atividades não essenciais por 14 dias, acompanhado de 14 dias com os negócios abertos, mas o rastreamento de contatos, conseguiria reduzir em 76,5% o número de mortes por Covid-19, o que representa salvar 10.283 vidas.


Segundo o professor, se tudo continuar como está, com a média de isolamento social de Goiás girando em torno de 36,89%, o número de mortes seria o de 18 de mil em setembro.


Na outra ponta, se um isolamento mais rígido por três meses fosse o caminho a ser trilhado, as projeções sobre a quantidade de mortos por Covid-19 cairiam de 18 mil para 4 mil óbitos até setembro.


Entretanto, analisa o especialista, esse modelo também tem consequências negativas, como a baixa adesão da população, um grande impacto socioeconômico e o agravamento das desigualdades sociais. Por isso, a alternativa recomendada é a quarentena de 14 dias, acrescida do rastreamento de contatos.