Saneago fura 48 poços artesianos, mas só 17 vão servir para integrar sistema

Atualizado: 19 de Jun de 2020

Alerta foi dado pelo vereador Pastor Elias Ferreira, que demonstrou preocupação com ritmo das obras e possível desabastecimento de Anápolis



MARCOS VIEIRA


Documentos apresentados pelo vereador Pastor Elias Ferreira (PSD) na sessão desta terça-feira (16.jun) da Câmara Municipal de Anápolis, expõem a realidade das obras da Saneago de interligação de poços artesianos ao sistema de abastecimento público, um paliativo para evitar a falta de água no período de estiagem.


Datado de 13 de maio, o relatório diz que foram perfurados 48 poços profundos em Anápolis entre setembro de 2018 e dezembro de 2019, dos quais 17 apresentaram condições técnicas de quantidade e qualidade para serem operados e incrementarem a vazão do sistema Piancó.


Os 17 poços, com profundidades que variam entre 100 e 300 metros, juntos produzem uma vazão total de 418 m³/h, que complementarão o sistema de abastecimento de Anápolis, ao serem interligados nos centros de reservação do Recanto do Sol, Filostro Machado, Ayrton Senna, Buritis, Matinha, Palmeiras e Pirineus.


Em discurso na tribuna, Pastor Elias demonstrou preocupação com o andamento das obras e disse que sem esses poços, Anápolis corre o risco de enfrentar desabastecimento novamente esse ano.


A Saneago afirma no relatório que o cronograma vem sendo cumprido para garantir que os poços possam entrar em operação até agosto de 2020. A empresa aponta que há necessidade de montagem elétrica e hidráulica dos poços, além da urbanização das áreas onde eles estão para possibilitar sua operação.


O vereador lembrou ainda que a Codego (Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás) havia prometido 20 poços, furou só seis e o presidente que assumiu o compromisso, Marcos Cabral, deixou o órgão. “E o sistema Daia abastece 39 bairros”, alertou.


“Agora me fala, como vamos fazer com essa situação? Onde está o investimento que a Saneago fez? Ainda tem um decreto do governador que suspende todo uso de água no Piancó por 210 dias. Só em 2 de janeiro de 2021 poderá ser utilizada”, completou o vereador.


(Foto: poço próximo ao Santos Dumont, já interligado, informa a Saneago)

Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita dos responsáveis pelo Anápolis 360 graus. Editado por eLive Produções.

Estamos nas redes sociais

  • Facebook - círculo cinza
  • Twitter - círculo cinza
  • YouTube - círculo cinza
  • Instagram - Cinza Círculo