Três partidos devem abrir mão de lançar candidatos a vereador

Na primeira eleição com novas regras, siglas desistem de apresentar postulantes à Câmara Municipal de Anápolis



MARCOS VIEIRA


Três partidos não devem lançar chapa de candidatos a vereador na eleição de Anápolis deste ano: PROS, PTC e NOVO.


As siglas abrem mão de estarem presentes na campanha no primeiro pleito após a proibição de se fazer coligações na disputa proporcional. Agora a concorrência é individual e no caso de Anápolis, cada partido pode lançar até 35 candidatos para a Câmara Municipal.


Mesmo sem candidatos a vereador, o PROS deve apoiar o projeto de reeleição do prefeito Roberto Naves (PP), repetindo 2016. Naquele pleito o partido lançou 13 nomes para a Câmara, que juntos tiveram 2.970 votos. O PROS coligou com o PPS (hoje CIDADANIA) na campanha passada.


Já o PTC apoiou o candidato a prefeito Pedro Canedo (DEM) em 2016. Foram lançados 23 postulantes à Câmara, que alcançaram 5.239 votos. A sigla coligou na proporcional com o DEM.


O NOVO, que fazia sua estreia nas eleições em 2016, não participou daquela disputa em Anápolis. Embora não tenha registro de diretório ou comissão provisória municipal, o NOVO tem 100 filiados na cidade.