Vereador pede que Procon verifique motivos para aumento excessivo de preços

João da Luz é presidente da Comissão dos Direitos do Consumidor da Câmara Municipal de Anápolis



DA REDAÇÃO


Presidente da Comissão dos Direitos do Consumidor, o vereador João da Luz (DEM) solicitou na tribuna, na sessão desta segunda-feira (14.set), que o Procon averigue os motivos para o aumento de preços de alimentos e de materiais de construção, protegendo a cadeia produtiva e de consumo em Anápolis.


Ele citou o que classificou como bom exemplo do presidente Jair Bolsonaro, que acionou a Secretaria Nacional de Defesa do Consumidor, que cobra justificativas para essas elevações de preços que atingem diretamente o cidadão brasileiro.


João da Luz falou sobre o caso dos construtores, que estão impedidos de fazer projeções futuras pelo constante aumento de preços de materiais para obras. Segundo o vereador, o saco de cimento que custava R$ 19 está em R$ 26, com perspectiva de chegar a R$ 30. “O pessoal do setor está desesperado em decorrência disso”, pontuou. Ele deu outros exemplos: o milheiro do tijolo subiu de R$ 400 para R$ 700; e o ferro 5/16 passou de R$ 45 para R$ 80.


“Que o nosso Procon, o secretário Robson Torres, tenha essa tarefa. Precisamos de uma atuação fiscalizadora para saber porque produtos aumentaram de preço de maneira tão brusca. As pessoas não tem como programar o futuro diante disso”, afirmou João da Luz.